Bento Albuquerque é exonerado e governo nomeia Sachsida como ministro de Minas e Energia

Na segunda-feira, a Petrobras anunciou um reajuste de 8,87% do preço médio do diesel em suas refinarias
Quarta-Feira, 11 de Maio de 2022 - 10:18

Autor: Letícia Fucuchima e Bernardo Caram

SÃO PAULO/BRASÍLIA (Reuters) – O presidente Jair Bolsonaro exonerou Bento Albuquerque do cargo de ministro de Minas e Energia e nomeou Adolfo Sachsida para o cargo, segundo decreto publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira.

Foto: Reprodução | Istoé

A saída do Almirante da Marinha, que estava no cargo desde o início do governo Bolsonaro, ocorre em meio à insatisfação declarada de Bolsonaro com reajustes de preços de combustíveis pela Petrobras, além de um cenário de tarifas de energia elétrica pressionadas por reajustes na casa de dois dígitos para 2022.

Na segunda-feira, a Petrobras anunciou um reajuste de 8,87% do preço médio do diesel em suas refinarias, apesar de na semana passada Bolsonaro ter apelado diretamente a Albuquerque e ao presidente da estatal, José Mauro Coelho, para que não houvesse novos aumentos sob o risco de uma “convulsão” no país.

O descontentamento de Bolsonaro com reajustes internos de preços de combustíveis, mesmo diante do contexto de alta global do barril do petróleo, culminou em duas trocas recentes na presidência da Petrobras, sendo a última em abril deste ano.

Sachsida, nome próximo do ministro da Economia, Paulo Guedes, ocupava até então a posição de chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos da pasta. Anteriormente, havia sido secretário de Política Econômica do ministério.

Na rede social Twitter, Sachsida comentou sobre sua nomeação e agradeceu Bolsonaro, Albuquerque e Guedes. “Com muito trabalho e dedicação espero estar à altura desse que é o maior desafio profissional de minha carreira. Com a graça de Deus vamos ajudar o Brasil”, escreveu.

Fonte - 030 - Istoé

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.