OPINIÃO DE PRIMEIRA: A 150 dias da eleição, os que vão às ruas estão dizendo não a Lula e sim a Bolsonaro

Você sabia que esta quarta-feira, dia 4 de maio, é o último prazo para regularizar seu título de eleitor ou transferir seu domicílio para estar apto a votar nas eleições deste ano?
Terça-Feira, 03 de Maio de 2022 - 17:46

Onde está a grande maioria dos eleitores da esquerda e do ex-presidente Lula, apontados na quase totalidade das pesquisas feitas por todos os grandes institutos de pesquisa como virtuais vencedores da eleição presidencial? Cadê a militância petista, que sacudia as ruas em eleições passadas? O que se vê, hoje, é algo completamente diferente. Evento convocados pelos bolsonaristas, lota ruas, avenidas, praias. São multidões que se concentram de verde e amarelo. E não é de agora. As manifestações de 1º de Maio, neste domingo passado, foi apenas mais um episódio de inegável ampla e consolidada maioria mobilizada pelos governistas, em comparação com os opositores. Em determinado momento, chegou a dar um sentimento de pena a quem apenas observava os dois eventos e que não é torcedor de um lado ou outro, da enorme diferença de público observada em São Paulo, por exemplo, onde a concentração na avenida Paulista tinha uma enorme multidão e a da esquerda, chamada por sete centrais sindicais, com show da cantora Daniela Mercury, reuniu um público pífio. Há alguma explicação para que, nas ruas, multidões apoiem um lado e apenas uma minoria fique do lado do outro?   Por enquanto, há versões, mas nenhuma conclusão clara, ao menos para a chamada grande mídia brasileira. Ela tenta explicar, na essência, que levar enormes públicos para as ruas não significa ganhar eleição. Há o que os cientistas políticos chamam de "maioria silenciosa", que não se manifesta, não aparece, não vai às ruas, mas é quem decide realmente a eleição. A teoria sempre é aplicada, historicamente, por quem está prestes a ser derrotado.

A verdade é que grande parte da população brasileira não está aceitando o discurso considerado retrógrado de Lula e seus aliados. Eles estariam muito com os olhos muito voltados para o passado e pouco para o futuro. Alguns temas abordados pelo petista igualmente não tiveram aprovação do brasileiro comum, o que surpreende, porque Lula sempre soube falar a linguagem popular. Esperto, inteligente, embora não culto, Lula sempre soube traduzir o sentimento da população. Será que perdeu este talento, pelo caminho? Bolsonaro não é uma Brastemp, mas tem mantido não só o eleitor bem à direita, mas também conquistado outros, com programas sociais importantes, como o Auxílio Brasil e, ainda, com a conclusão de dezenas de obras deixadas inacabadas em governos anteriores. Isso lhe tem feito cair na simpatia de boa parte do eleitorado. Tudo pode mudar ainda, é claro. Faltam mais de 150 dias para a eleição e até lá o quadro pode se transformar profundamente. Mas, neste momento, as ruas estão dizendo não a Lula e sim a Bolsonaro!  

FLÁVIO,  FILHO DO PRESIDENTE, COORDENA GRUPO QUE DEFINIRÁ CANDIDATURAS AO SENADO

Sem alarde, longe da mídia, o senador Flávio Bolsonaro vem a Porto Velho, vez por outra. Teria conversado com altas personalidades da nossa política, tratando de temas ligados à sucessão estadual, mas principalmente a disputa pelo Senado. Aliás, a vinda de Flávio ao Estado já não é fato incomum. Ele já esteve por aqui pelo menos outras três vezes, no último ano. Duas tornaram-se públicas. Uma delas, quando visitou a Unir. Noutra, quando ele divulgou vídeo e foto nas redes sociais, andando num carro com teto solar e ironizando um pequeno grupo de opositores ao seu pai, o presidente Bolsonaro. Numa das visitas, Flávio teria sido hóspede da família Carvalho, recebido pelo casal Aparício e Silvia Carvalho, pela filha deles, Mariana Carvalho, grande amiga pessoal de Flávio Bolsonaro e pelo vice-prefeito de Porto Velho, Maurício Carvalho. Flávio seria o coordenador de um grupo ligado ao Palácio do Planalto, responsável por definir candidaturas ao Senado, em todos os Estados brasileiros. Os bolsonaristas sonham em eleger ampla maioria das 27 cadeiras em disputa, em 5 de outubro próximo. Foi o dedo dele, aliás, que costurou o acordo com o Republicanos, tanto em nível nacional como em Rondônia, para uma parceria com o PL, o partido de Jair Bolsonaro, para abrigar candidaturas senatoriais. Por aqui, a escolha do Planalto, confirmada por Flávio Bolsonaro, seria do nome da deputada federal Mariana Carvalho. Foi neste pacote de acordos que ela saiu do PSDB e entrou no Republicanos, para concorrer à única cadeira a que nosso Estado tem direito. O ingresso de Mariana e o aval para que ela entre na disputa, já foi dado oficialmente pelo presidente regional do partido, o deputado Alex Redano.

MARIANA SERÁ A CANDIDATA DO GOVERNO MARCOS ROCHA E TERÁ GRANDE APOIO DE HILDON CHAVES

No pacote dos acordos políticos feitos, Mariana Carvalho será a candidata oficial do grupo liderado pelo governador Marcos Rocha. O União Brasil, partido presidido por Rocha, já bateu o martelo, embora a própria Mariana, ao menos até agora, não ter se pronunciado oficialmente sobre sua candidatura ao Senado. As conversas têm andado e é muito provável que a agora representante do Republicanos, partido de primeira hora aliado ao bolsonarismo e ao atual governo rondoniense, seja mesmo o ás na manga para a corrida ao Senado, que certamente será uma das mais disputadas, voto a voto, em muitos anos. Mariana deve entrar na eleição também com outro aval importante: o do grupo político liderado pelo prefeito Hildon Chaves. Embora o PSDB de Hildon não esteja oficialmente numa federação com o União Brasil e com o Republicanos, o Prefeito de Porto Velho já fechou um acordo político com Marcos Rocha e Mariana, que foi companheira de partido de Hildon durante vários anos.  Muitos outros tucanos de alta plumagem no Estado também estão dispostos a apoiar Mariana, mas há outros, como o ex-presidente da Assembleia e candidato à reeleição, o deputado Laerte Gomes, tenha saído do ninho e passado para o PSD, apoiando a candidatura de Marcos Rogério e do ex-senador Expedito Júnior, agora seu companheiro de sigla. O momento ainda é de conversas, de troca de promessas, de acertos e desacertos. O que é certo que a eleição deste ano será muito complicada, para todos os candidatos.

NO PL, TRÊS NOMES SÃO COTADOS: EXPEDITO, BAGATTOLI E JAQUELINE, O NOME QUE SERIA O  PREFERIDO POR MARCOS ROGÉRIO

Por falar em Senado, esse é um assunto em aberto no PL de Marcos Rogério, o senador que, definitivamente, lançou-se candidato ao Governo do Estado. No próximo dia 14 (uma sexta-feira, daqui a 11 dias), haverá o lançamento oficial do nome de Rogério, num grande evento que está sendo preparado em Ji-Paraná. Na ocasião, serão confirmados também os nomes dos candidatos à Câmara Federal e Assembleia Legislativa. O PL sonha com pelo menos duas cadeiras na bancada federal rondoniense e quer eleger até quatro deputados estaduais. Não se sabe se até lá, será confirmado ou não o nome do empresário César Cassol, como o candidato a vice na chapa majoritária. As conversas estão andando. A maior dúvida, ainda, se relaciona com o nome do partido ao Senado. Marcos Rogério ainda sonha em cooptar a deputada federal Jaqueline Cassol, que já fechou parceria com outro candidato ao governo, o também deputado Léo Moraes. Mas o PL tem, como cartas na manga, mais dois possíveis concorrentes ao Senado. Um deles é o ex-senador e sempre bom de voto Expedito Júnior, parceiro de primeira hora de Rogério. O outro é Jaime Bagattoli, o megaempresário do agronegócio, que garante ter o aval pessoal de Jair Bolsonaro para sua pretensão, mas que dependerá de decisão da cúpula do partido em Rondônia, do aval do próprio Marcos Rogério e de conquistar maioria no diretório, para conseguir ser o nome do PL na corrida ao Senado. No dia 14, quando for lançada a candidatura do senador do PL, poderão estar na mesa principal três dos principais candidatos: Expedito, Bagattoli e Jaqueline, que será convidada especial.

DANIEL PEREIRA CONTESTA DADOS DA EDUCAÇÃO DO ESTADO E EX-SECRETÁRIO CONTESTA AFIRMAÇÕES DO EX-GOVERNADOR

O ex-governador e agora candidato ao Governo, tentando ainda ser o nome de consenso da esquerda na disputa de outubro, Daniel Pereira, leitor contumaz destas mal traçadas linhas, contestou, através de mensagem, dados positivos da Educação estadual, divulgados neste espaço no último domingo. A principal afirmação de Daniel é de que teria havido manipulação de dados da Seduc, principalmente em relação aos resultados do IDEB, que, segundo ele, não retratariam a realidade. O ex-governador chegou a afirmar que "Rondônia decresceu em presença nacional. Só se manteve no ensino médio pelas avaliações das escolas em tempo integral e militares que passaram a ser avaliadas em 2019". Destacou ainda que a nota do IEB rondoniense seria 4,0 e não 4,3, conforme o publicado. O ex-secretário Suamy Vivecananda, embora não responda mais pela Seduc, também se posicionou, já que o período ao que o texto se referiu foi dele, como comandante geral da educação estadual. Destacou que  Daniel "faltou com a verdade quando afirma que o Estado decresceu". Respondeu ainda que "o Estado é o coordenador do sistema estadual de educação" e ironizou: "ele está por acaso querendo dizer que as escolas militares, não são do Estado? Deve ter enlouquecido". Acrescentou ainda duas informações: "a Nota 4.3, é do Estado" e "a etapa Ensino Médio é quem consolida o nível Educação Básica". Cumprida a missão democrática deste espaço de dar voz aos dois lados, agora vamos aguardar o debate no palanque, que é onde os confrontos políticos serão registrados.

WI-FI DO JORGE TEIXEIRA AGORA TEM DEZ VEZES MAIS VELOCIDADE DO QUE TINHA ANTES DA PRIVATIZAÇÃO

Cada semana, uma nova boa notícia em relação ao aeroporto internacional Jorge Teixeira, em Porto Velho. Desde que ele foi privatizado, começaram a surgir informações importantes, como as obras previstas para começar ainda este ano, se tudo der certo, que o ampliará para dois andares e com muitas modificações positivas para usuários e passageiros. A última refere-se à modernização do sistema de Wi-Fi para quem está no aeroporto. A Vinci Airports, concessionária do Jorge Teixeira e outros seis aeroportos da região norte (incluindo o maior deles, o de Manaus), passou a oferecer um sistema de Wi-Fi gratuito, ilimitado e de alta velocidade. Através do novo sistema, os passageiros poderão navegar na internet sem restrições e acessando sites que demandam grande volume de dados, assim como assistir a um filme enquanto esperam o voo, enviar ou receber arquivos de fotos ou vídeo e até mesmo participarem de uma vídeo-chamada. O Wi-Fi oferecido pela empresa segue um padrão global e é dez vezes mais rápido do que o instalado anteriormente. O mesmo sistema já está disponível nos aeroportos de Boa Vista, Cruzeiro do Sul, Rio Branco, Tefé e Manaus. Para navegar utilizando o sistema, é necessário ativar o Wi-Fi do aparelho, procurar a rede "_VINCI Airports WiFi", fornecer um endereço de e-mail válido e nacionalidade, já que não exige cadastro prévio do passageiro. É só o começo. Vem aí muito mais inovações no aeroporto da Capital dos rondonienses.

ASSEMBLEIA ABRE TERCEIRO FÓRUM DOS LEGISLADORES MUNICIPAIS, COM UMA SÉRIE DE PALESTRAS

Começa nesta terça-feira e vai até a quinta, mais uma edição do Fórum do Legisladores Municipais de Rondônia. Realizada pela terceira vez, a iniciativa da Assembleia Legislativa do Estado reunirá prefeitos, vereadores, lideranças municipais e representantes de toda a sociedade. Segundo o presidente da ALE, deputado Alex Redano, "serão debatidos muito importantes, com a presença de palestrantes e haverá discussão de interesse das autoridades municipais e de todos os rondonienses". O Fórum nasceu na Escola do Legislativo e foi crescendo, a partir da sua primeira edição. Nesta, que começa na manhã desta terça, contará com palestras e debates, terá palestras do ministro do Tribunal de Contas da União, Benjamim Zymler; de Jorge Ulisses Jacoby Fernandes, ex-Conselheiro e Procurador do TCE-DF do advogado e ex-presidente do TCE-RO, Amadeu Machado; de Edilson de Souza Silva, Conselheiro do TCE – RO; de Benedito Antônio Alves, Conselheiro do TCE-RO; de Wilber Coimbra, vice-presidente do TCE- RO; de Florian Madruga, presidente da ABEL; de Patrícia Margarida Oliveira Costa, presidente da Associação de Controladores de RO e de Carlos Guilherme Lopes Machado, empresário criador da Jus Consultare. A abertura oficial do Fórum está agendado para às 8h30 da manhã, na própria Assembleia Legislativa.

GRUPO 110 MILHÕES DE REAIS SONEGADOS NO ANO PASSADO E OUTROS 11 MILHÕES NESTE ANO

Há que se comemorar a atuação preciosa para o Estado, de um grupo de promotores do MP estadual, que atua no combate à sonegação em Rondônia. Para se ter ideia da importância do trabalho realizado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate à Sonegação Fiscal e aos Crimes contra a Ordem Tributária (GAESF), liderado pelo promotor Átila Sales, conseguiu, apenas em 2021, o Gaesf recuperar, para os cofres do Estado, cerca de 110 milhões de reais, um recorde de valores financeiros que tinham sido sonegados. O mesmo grupo, aliás, conseguiu recuperar, apenas nos quatro primeiros meses deste ano de 2022, nada menos do que 11 milhões de reais em dívidas de ICMS, produto de sonegação fiscal, descoberta pela ação dos promotores. Há ainda outro dado preocupante, divulgado no pacote de informações da importante ação do MP que combate à sonegação, estão sendo investigados inúmeros casos suspeitos de sonegação, em apenas 120 dias, atingindo a quantia de quase 85 milhões de reais.  O trabalho é feito em parceria com a Secretaria estadual de Finanças, comandada pelo secretário Luiz Fernando. Desde o início de ação do GAESF, quase 150 milhões de reais já foram detectados e pagos. A intervenção do grupo acontece após a representação dos casos e solicitação de apoio ao MP por parte da Sefin, depois da autuação fiscal e decisão administrativa definitiva.

PERGUNTINHA

Você sabia que esta quarta-feira, dia 4 de maio, é o último prazo para regularizar seu título de eleitor ou transferir seu domicílio para estar apto a votar nas eleições deste ano?

 

Fonte - Sérgio Pires - Opinião de Primeira

Comentários

News Destaques

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.