Festival Internacional de Munique recebe o filme rondoniense 'O Território', de Alex Pritz

'Filme inspira e desperta a urgência para um assunto global', resume a crítica internacional.
Sexta-Feira, 29 de Abril de 2022 - 21:05

Autor: Emerson Barbosa

O filme “O Território” (The Territory), do cineasta norte-americano, Alex Pritz, estreia em maio no Festival Internacional de Documentários de Munique Alemanha. A participação da película foi confirmada pela própria organização do DOK. fest München, que vai de 04 a 15 de maio.

"Em Ganz Großes Kino! apresentamos 35 dos melhores documentários internacionais na grande sala e na sala de prata do Deutsches Theater, incluindo muitas estreias alemãs e mundiais, bem como prêmios filmes vencedores Daniel Roher, o mais importante político da oposição russa no período mais dramático de sua vida”, informa a apresentação.

O documentário é inteiramente rodado em Rondônia e mostra de maneira realista a saga dos protagonistas Bitaté e Ivaneide Bandeira, coordenadora da Associação Etinoambiental Kanindé que juntos comandam um grupo para proteger a terra 7 de Setembro da invasão de grileiros.

Ovacionado pela crítica, The Territory foi classificado como um “filme que inspira e desperta a urgência para um assunto global, a crise ambiental. Uma experiência cinematográfica, com uma cinematografia impressionante e poética, um excelente design de som da floresta amazônica que permite mergulhar na narrativa”.

The Territory já foi vencedor do Prêmio do Público e Prêmio Especial do Júri por Documentário Craft, no Festival Sundance nos Estados Unidos (EUA). Também foi honrado no Festival Internacional de Documentários de Copenhagen (CPH:DOX), no Festival Internacional “Filmes que Importam” (Movies that Matter Festival) na Holanda na categoria Prêmio Ativismo e como Melhor Documentário na escolha do público no Festival Internacional de Seattle nos EUA.

Durante entrevista na Pontifícia Universidade Católica em São Paulo, a Txai Suruí falou do filme, enfatizando que as mídias sociais vêm sendo usadas pelos indígenas para mostrar a própria realidade. “Hoje para os povos indígenas, principalmente as mídias, os celulares são instrumentos importantíssimos para gente denunciar aquilo que não aparece na mídia tradição”, situa.

Fonte - ƒ News Rondônia

Comentários

News Destaques

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.