Jovem termina maratona em homenagem a irmão

Parte do que desencadeou a ideia desta fundação foi uma foto de Martin que se tornou viral logo após o atentado.
Segunda-Feira, 25 de Abril de 2022 - 09:36

O jovem Henry Richard, completou sua primeira Maratona de Boston com um propósito: homenagear o irmão, morto durante um atentado.

Em 2013, ele perdeu o irmão Martin, de 8 anos, na mesma Maratona de Boston – o irmão foi a vítima mais jovem das três que foram mortas na época.

Henry Richard completa a Maratona de Boston em homenagem ao irmão morto em 2013 em outra maratona durante atentado - Foto: reprodução Facebook

Desde então, a família Richard encontrou inúmeras maneiras de homenagear o filho e, ao mesmo tempo, tornar a cidade que eles amam um lugar melhor para todos.

Preparação

Henry esteve envolvido em grande parte disso, mas também tem um objetivo pessoal: completar a Maratona de Boston sozinho.

Levou anos para o jovem de 20 anos estar pronto para esta corrida, mas com o amor e apoio de sua família, amigos e comunidade, ele sabia que ia conseguir.

“Tantas pessoas estavam lá fora por mim”, disse Henry . “Todos os meus amigos, minha família. A motivação era a menor das minhas preocupações. Havia tanta gente lá para me apoiar. Foi maravilhoso e eu não podia acreditar.”

Cartaz da paz

O apoio de Henry não veio apenas da multidão – ele fazia parte de uma equipe de corrida cujo objetivo principal não era vencer a corrida, mas arrecadar dinheiro para a Fundação Martin Richard!

Criada em homenagem a Martin, esta fundação “trabalha para promover os valores de inclusão, bondade, justiça e paz”, investindo em “programas comunitários que ampliam os horizontes dos jovens e os incentivam a celebrar a diversidade e se envolver em ações cívicas positivas”.

Parte do que desencadeou a ideia desta fundação foi uma foto de Martin que se tornou viral logo após o atentado.

Nela, o menino de 8 anos está sorrindo enquanto segura uma placa que diz: “Chega de machucar as pessoas. Paz.”

Henry e sua equipe vestiram camisas amarelas com “MR8”, mas Henry se destacou por ter os nomes de seus irmãos escritos em marcadores em seus braços.

Isso não apenas o ajudou a sentir que estavam com ele, mas também foi uma ótima maneira de homenagear sua irmã, Jane, que sobreviveu ao ataque, mas perdeu a perna esquerda.

Ao se aproximar do final da corrida, Henry ficou emocionado, parando por um tempo no memorial que foi montado para as vítimas do atentado.

Logo depois ele chegou à linha de chegada, erguendo os dois punhos no ar para comemorar o momento em que finalmente cruzou a linha de chegada. (vídeo abaixo)

Lá, ele foi recebido pela família que estava ansiosa para parabenizá-lo com um abraço muito necessário.

“Estou tão feliz por finalmente estar aqui”, disse Henry . “Tanta emoção. Eu sei que Martin estaria fazendo isso comigo… eu fiz isso por nós dois.”

Fonte - 025-sonoticiaboa

Comentários

News Destaques

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.