Saiba como agir caso seu pet se machuque em uma briga

O seu pet se envolveu em uma briga com outros animais? Veja o que fazer para evitar que isso se repita e o que é preciso para cuidar rapidamente dos ferimentos.
Quarta-Feira, 26 de Janeiro de 2022 - 15:14

Você está tranquilo em casa e então vê ou ouve o seu gato gemendo nervoso. Vai até o portão da sua casa e vê que ele está brigando com outro animal na rua. Ou então está passeando com o seu cachorro no parque e ele é atacado por outro cachorro que estava passando por ali.

Essas cenas podem ser comuns para quem tem pets, o que exige atenção para retirar o seu pet o mais rápido possível da briga para evitar mais ferimentos. Mais: esse tipo de situação exige rapidez para cuidar dos machucados provocados na confusão.

Todo mundo já ouviu falar em primeiros socorros, mas poucos sabem que eles também são importantes para os bichos de estimação. Veja como eles devem ser feitos e garanta o bem-estar do seu bichinho.

Kit primeiros socorros

É fundamental ter uma noção básica de primeiros socorros para ajudar o seu pet a aliviar dores, cicatrizar ferimentos, diminuir a ansiedade em situações de briga e aumentar sua expectativa de vida.

O primeiro passo é ter sempre em mãos um bom kit de primeiros socorros, que deve conter alguns itens como gaze, fundamental para fazer curativos; esparadrapo, para que o curativo fique bem fixo na pele do animal; pomadas antissépticas para auxiliar na cicatrização ou reduzir queimaduras; torniquetes, muito importantes para evitar que o animal perca muito sangue e luva de látex para evitar qualquer infecção ao animal na hora de higienizar o ferimento.

Esse kit também precisa conter um pequeno frasco com álcool antisséptico, que pode ser utilizado tanto para limpar ferimentos quanto para esterilizar outros materiais que você pode usar para cuidar do seu bichinho. Além disso, tenha ainda algodão, pinça (no caso de seu pet ter alguma coisa espetando suas patas ou pele), uma pequena tesoura na hora de trocar curativos e um termômetro.

Briga

Ao ver o seu pet envolvido em uma briga, é essencial não gritar com o(s) outro(s) bicho(s) com quem ele está brigando. Isso é necessário para não motivar possíveis reações mais agressivas que podem machucar ainda mais o seu pet ou até você mesmo.

Se o animal mais briguento não sossegar, uma tática simples é agarrar o rabo dele rapidamente, para distraí-lo da briga e afastar o seu pet. Também é possível jogar um pouco de água para tentar separá-los ou fazer algum barulho para distrair algum deles.

É importante buscar retirar o seu pet dali, afastá-lo dos outros animais e acalmá-lo. Em seguida, verifique se ele está conseguindo movimentar as patas e o pescoço.

Tipos de ferimentos

Os ferimentos podem ser leves, médios ou intensos. Os leves não deixam marcas físicas profundas e tampouco impedem o seu bichinho de realizar movimentos simples com as patas e o pescoço. Para cortes leves, é preciso colocar um pouco de álcool em um pedaço de algodão, limpar o corte e preparar um curativo com esparadrapo e gaze.

Ferimentos médios ou intensos são hemorragias, que podem ser provocadas por pancadas ou cortes. Primeiramente, encontre o local onde está o sangramento e faça um torniquete para evitar mais perda de sangue. Em seguida, leve o animal imediatamente para uma consulta veterinária de emergência, para verificar se a hemorragia não é interna.

Queimaduras também podem variar em intensidade. A regra básica é jamais aplicar gelo, mas pomadas próprias para esse ferimento. Se o seu pet levou uma mordida, limpe a região que foi machucada com álcool e água morna. Em seguida faça um curativo com gaze, esparadrapo e pomada.

Fonte - Bárbara Guides / Foto - Pixabay

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.