Unidades de saúde em Porto Velho operam na capacidade máxima

Casos de Covid-19 e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) colocam sistema em alerta
Quinta-Feira, 20 de Janeiro de 2022 - 14:42

Os números de novos casos da Covid-19 e da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) não dão trégua em Porto Velho Rondônia. Desde dezembro, os registros provocados pelas doenças têm feito o sistema de saúde de Porto Velho Rondônia praticamente pedir o próprio socorro.

Na quarta-feira (19), a titular da Secretaria Municipal de Saúde, Eliane Pasini fez um alerta quanto ao cenário atual na capital. Apesar dos esforços de médicos, enfermeiros e auxiliares, “as unidades não estão dando conta de atender a tanta gente”, explica.

Os números só realçam o que as autoridades de saúde já alertavam em outubro de 2021, quanto aos cuidados que a população deveria ter tomado durante as festas de final e principalmente ficando longe das aglomerações.

Exatos vintes dias passados a situação é tensa, mas o prognostico das autoridades de saúde aponta para fevereiro um recuo da 3ª onda da Covid-19. Enquanto isso, o corpo médico das unidades de saúde da capital opera no limite da exaustão.

Nas unidades, o cenário é praticamente aquele já presenciado no pico da pandemia em 2021. Filas do lado de fora e lotação máxima no interior delas. “Orientamos as pessoas a buscar os postos aquelas que realmente estão com os sintomas”, esclarece.

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.