Moda sustentável: para saber mais sobre biojoias e ecojoias

Com a crescente conscientização ambiental, marcas passam a investir em novas estratégias e lógicas de produção.
Terça-Feira, 11 de Janeiro de 2022 - 15:36

Uma tendência que tem chamado a atenção do mundo fashion é a moda sustentável. As biojoias e as ecojoias fazem parte desse universo e vêm ganhando espaço no mercado. Com a crescente necessidade de conscientização ambiental, as marcas passam a investir em novas estratégias e lógicas de produção. 

Segundo um estudo realizado pela Economist Intelligence Unit (EIU), a pedido da WWF, com mais de 54 países, a busca na internet por produtos sustentáveis cresceu 71% nos últimos cinco anos. No Brasil, as postagens em redes sociais sobre o assunto aumentaram 82% e a quantidade de notícias subiu 60%.

O levantamento mostra uma tendência responsável por criar oportunidades de mercado para empresas nos campos farmacêuticos, de cosméticos, de alimentos e da moda. Nesse cenário, marcas que têm o seu foco nesse setor ganham espaço na dinâmica de produção e venda. 

Tanto as biojoias quanto as ecojoias têm a proposta de serem acessórios que valorizam a natureza e que preservam o meio ambiente e as comunidades locais em que são produzidas. As peças costumam ser exclusivas e feitas para apresentar mais durabilidade. É possível adquirir joias em prata, por exemplo, com responsabilidade ecológica. 

Joias sustentáveis 

Características da própria joalheria, o uso de pedras e metais preciosos são fatores considerados para classificar uma joia como verdadeira. Contudo, se por um lado existe o glamour, por outro ganham lugar as críticas sobre as formas incorretas de extração desses materiais e de exploração do meio ambiente e dos direitos humanos.

Nesse sentido, as joias sustentáveis nascem como novas práticas de mercado. O ouro ético é um exemplo de produto oriundo da mineração responsável, que busca promover a exploração do material sem causar prejuízos ao meio ambiente, aos mineradores e às comunidades. 

Metais reciclados também possibilitam a confecção de joias sustentáveis. Assim como outros materiais populares, os nobres podem ser ressignificados e aproveitados em outras peças de joias. Brincos em prata, por exemplo, podem ser feitos de maneira sustentável, mas mantendo a sofisticação. 

Joias produzidas em laboratório também são alternativas mais amigáveis à natureza para o mercado. Para isso, cria-se uma nova peça a partir dos mesmos elementos químicos existentes em pedras preciosas. O carvão é um exemplo de matéria-prima utilizada na produção de peças sintéticas.

Biojoias

As biojoias são produzidas a partir de materiais orgânicos, obras-primas da natureza, como frutos secos, pedras, sementes, madeira, conchas, fibras e outros. Esses itens podem ser combinados com pedras preciosas e semipreciosas. 

Toda a extração dos materiais naturais é feita de maneira que não agrida o meio ambiente, com técnicas sustentáveis. Sendo assim, é possível encontrar peças exclusivas produzidas a partir desses conceitos ecologicamente corretos. 

Ecojoias

As ecojoias são confeccionadas com materiais descartados ou reciclados, de maneira que a sua vida útil seja prolongada e que seu descarte não polua o meio ambiente. Devidamente coletados, limpos e tratados, itens como papelão, alumínio e PET são a base para a produção de algumas ecojoias. 

Outro aspecto da sustentabilidade evidenciado pelas ecojoias é a preservação de valores culturais, com raízes na memória e no folclore de povos como os africanos e os indígenas. Dessa forma, aspectos sociais, ambientais e econômicos são considerados durante todo o procedimento de feitura, distribuição e vendas das ecojoias. 

 

Fonte - experta midia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.