Até quando vamos assistir crianças sendo chacinadas sem reação contra a crueldade dos bandidos?

Perseguidos, um deles teria aberto o vidro do carro e atirado num menino de oito anos, para atrasar a polícia.
Terça-Feira, 28 de Dezembro de 2021 - 07:45

Enquanto boa parte da mídia se mancumunou com os partidos de esquerda, para criminalizar a polícia e defender os "direitos humanos" dos bandidos, a crueldade dos traficantes só aumenta. Protegidos por leis espúrias e que envergonham os brasileiros de bem, assassinos e traficantes entram e saem das cadeias, como se estivessem passando por uma roleta de ônibus. Ministros do STF soltam perigosos chefes do tráfico, que em seguida desaparecem, para continuar cometendo seus crimes. Quando um policial atira num bandido, é escândalo. Quando os bandidos chacinam, trucidam, decapitam ou cometem todas as maldades, aí a correria é para lembrar que eles, os que aterrorizam, são humanos e têm direitos. Os exemplos são imensos e sem fim. Dois casos, contudo, saltam aos olhos, para demonstrar o quanto a bandidagem, que domina grande parte do nosso Brasil, protegida pela legislação, pode fazer de trágico, contra a sociedade. O primeiro aconteceu no Rio de Janeiro, há um ano. Três meninos, entre nove e doze anos, foram acusados por um traficante de Belford Roxo, de terem roubado um passarinho. Os chefões decidiram que as crianças teriam que ser castigadas. Surradas com violência, uma delas não suportou as agressões e morreu. Os facínoras decidiram então matar as outras duas, para não deixar testemunhas. Esquartejaram os corpos e os jogaram num rio. Além da comoção das famílias e das pessoas de bem, nenhuma voz dos direitos humanos se levantou para protestar contra o terror praticado contra os três meninos. Seis envolvidos diretamente nos assassinatos brutais foram acusados. Quatro já morreram, outros dois foram presos. No total, 32 bandidos foram indiciados. Em breve, a imensa maioria deles estará solta, para voltar à favela e continuar praticando todas as brutalidades imagináveis contra pessoas simples.

Outro caso também chamou a atenção. Foi em Minas Gerais. Bandidos teriam tentado furar uma blitz. Perseguidos, um deles teria aberto o vidro do carro e atirado num menino de oito anos, para atrasar a polícia. Presos pouco depois, os criminosos negaram o crime, mas a PM da cidade de Contagem manteve sua versão e haveria testemunhas do crime, já que a criança, baleada no peito, morreu pouco depois. Neste caso as investigações ainda estão em andamento, mas, caso comprovadas as acusações, é mais um crime terrível, covarde e incrível contra uma criança. Casos como estes se multiplicam país afora, sem que haja qualquer reação das autoridades, do Congresso Nacional, dos poderes, que poderiam tentar mudar este quadro dantesco. O esquerdismo e seu discurso, a favor dos bandidos, como o fez recentemente o ex-presidente Lula, dizendo que não pode aceitar ver um policial prender numa criança ou num jovem "apenas porque ele roubou um celular", deixa muito claro em que mãos estará a grande maioria de brasileiros decentes, caso essa ideologia retorne ao poder. Lamentável!

COVID E NOVA CEPA DA GRIPE MATARAM NOVE RONDONIENSES EM POUCOS DIAS. SETE PESSOAS COM A H3N2 ESTÃO INTERNADAS EM UTIS

Nove vidas perdidas em poucos dias. Três delas apenas no domingo, quando a Covid 19 levou mais um trio de rondonienses. O vírus continua atacando, embora com menos força, mas prossegue sua sina de levar pessoas queridas, enlutando famílias. Agora, soma-se a ele mais cinco mortes pelo vírus H3N2, esta gripe superforte que está atacando dezenas e dezenas de rondonienses e de brasileiros de todas as regiões. Até a segunda-feira, além dos cinco óbitos (entre as vítimas, duas crianças, uma de dois e outra de quatro anos) 25 pessoas estavam internadas, sete delas em UTIs. A gripe influenza atacou com toda a força, inclusive pessoas que haviam sido vacinadas contra a H1N1, embora esta cepa que está atacando com tudo seja uma cepa diferente. O total de casos já chegou a 1.100, segundo a Secretaria de Saúde do Estado. O novo vírus ataca com força em várias regiões. No Rio de Janeiro, mais de 25 mil registros da nova doença já foram registrados até o final de semana, com cinco mortes. A nova gripe já foi detectada em pelo menos 17 Estados e no Distrito Federal. A doença já é considerada epidemia em Rondônia, Rio de Janeiro, Espirito Santo e Rio Grande do Norte. Os outros que registraram casos são São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Bahia, Pernambuco, Sergipe, Ceará, Distrito Federal, Paraíba, Goiás, Maranhão e Pará. Ao participar do programa Papo de Redação, na rádio Parecis FM, nesta segunda-feira, o secretário Fernando Máximo mostrou preocupação e pediu que os rondonienses tenham o máximo cuidado para não serem contaminados, porque a doença pode matar. A gripe tem sintomas muito parecidas com a Covid e só um teste pode definir se o doente está apenas com a H3N2 ou com o vírus chinês.

HILDON NO QUINTO ANO: 110 QUILÔMETROS DE ASFALTO, MUITAS OBRAS E A PROMESSA DA NOVA RODOVIÁRIA

O primeiro ano do segundo mandato do prefeito Hildon Chaves chega ao fim com muito a comemorar. As obras de infraestrutura da Capital deram um salto, Porto Velho começou a melhorar a olhos vistos; problemas de décadas começaram a ser resolvidos (um exemplo claro são as obras que vão acabar com as terríveis alagações nos bairros Lagoa e Lagoinha); mais de 110 quilômetros de asfalto foram colocados apenas neste ano, superando a meta e muito mais obras importantes foram registradas. A importante reestruturação da histórica Praça da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré está indo para a reta final; a nova rodoviária finalmente deve sair do projeto, já que há pelo menos 22 milhões de reais disponíveis pra ela; a iluminação pública deu um salto e Hildon chega ao final deste ano com muito a mostrar à população da sua cidade. Tudo deu uma melhorada, mas, é claro, ainda estamos longe de atingir um status de uma Capital com uma qualidade de vida ao menos razoável. Isso poderá começar a mudar já em 2022, quando há a previsão de que uma grande parceria público-privada dê início à implantação de um sistema de abastecimento de água decente para uma cidade do porte de Porto Velho e, mais que isso, que se iniciem as obras de recolhimento e tratamento de esgoto, já que hoje, em praticamente toda a cidade, o esgoto corre a céu aberto. Há imensos desafios ainda a serem transpostos, mas não se pode negar que a Capital dos rondonienses melhorou muito nestes últimos cinco anos.

PREFEITO DIZ EM ENTREVISTA QUE TEM "UMA RELAÇÃO ALTIVA" COM O GOVERNO DO ESTADO

Um dos assuntos que mais se comenta nos meios da administração pública e nos bastidores da política, é a relação entre a Prefeitura de Porto Velho com o governo Marcos Rocha. Enquanto muita gente comenta que há uma relação tumultuada, até pelos interesses políticos, o próprio prefeito desmente. Numa longa entrevista que concedeu ao site www.extraderondonia.com.br de Vilhena, Hildon Chaves, recentemente, afirmou que "temos tido sempre uma relação altiva com o poder Executivo Estadual. Em alguns pontos, há alguma discordância, mas, sempre houve um debate de altíssimo nível com o governador Marcos Rocha. Por último, firmamos uma parceria muito importante à população: o programa "Tchau Poeira" e "Governo da Cidade". Eles devem viabilizar, por parte do Governo, melhorias importantes à cidade como, por exemplo, 77 quilômetros de asfalto e o montante pode aumentar um pouco mais. Ele está recapeando a Avenida Mamoré e fará o mesmo com a Guaporé, além de outras vias. Também assumiu o compromisso de fazer a drenagem e asfaltamento de dois bairros muito importantes à capital, que são o Jardim Santana e Três Marias. Isso demonstra a maturidade institucional, tanto da Prefeitura como do Governo do Estado, que só vem a somar com mais benefícios à cidade". Ao menos até antes do início da campanha eleitoral do ano que vem (não se sabe ainda se Hildon concorrerá ao Governo, por exemplo) a tendência é de que este clima amistoso continue.

MORO E O APOIO DE MARCOS ROCHA: MESMA CHANCE DE SE ENCONTRAR UM TIRANOSSAURO REX VIVO

O site rondoniadinamica reproduz matéria nacional afirmando que o ex-juiz e ex-ministro Sérgio Moro quer cooptar governadores bolsonaristas para sua candidatura presidencial. Entre elas, as de Marcos Rocha, de Rondônia, de Romeu Zema, de Minas e de Ratinho Júnior, do Paraná. No caso rondoniense, trata-se do que se poderia enumerar como "Missão Impossível 8", já que o sétimo filme da série já foi produzido. Neste momento, ao menos, as chances de Marcos Rocha apoiar outra candidatura presidencial a não ser a de Bolsonaro, seria do mesmo tamanho de se encontrar um Tiranossauro Rex vivo. Moro certamente considera que poderá ter o apoio em Rondônia, já que foi Marcos Rocha o primeiro a homenageá-lo, logo após empossado como ministro do atual governo. Num evento realizado no auditório da antiga Ulbra, lotadíssimo, Moro recebeu honrarias, fez discurso e foi aplaudido de pé. Contudo, hoje, a situação é completamente diferente. O ex-ministro, que ainda não decolou como terceira via, já está sendo cotado até como um possível vice de João Dória, hoje um dos políticos com maior rejeição no país. Sérgio Moro também terá dificuldades de cooptar Zema e Ratinho Júnior, ambos, ao menos até agora, falando claramente a linguagem bolsonarista. Vamos ver no que vai dar....

SERÁ QUE DESTA VEZ SAEM MESMO AS OBRAS DO HOSPITAL DE GUAJARÁ? GOVERNADOR GARANTE QUE SIM

Será que a sorte está voltando a Guajará Mirim? Não bastasse a população da cidade ter que viver numa área de pouco mais de 8 por cento de todo o seu território, já que 92 por cento são de terras proibidas, a maioria de preservação e outro tanto para abrigar indígenas, ela sofre também com sucessivas más administrações. Um dos seus câncer, felizmente ainda não em estado terminal, é a nunca concluída obra do hospital, que, finalmente, parece que vai ser concluída. O governador Marcos Rocha e o secretário de saúde, Fernando Máximo, estiveram na cidade, para anunciar que o primeiro módulo do hospital, finalmente será entregue até dezembro deste 2022 que está quase chegando. Na solenidade esteve também a prefeita Raíssa Bento, que na eleição prometeu muito, mas até agora entregou pouco para a coletividade que a elegeu, seguindo, aliás, os passos dos últimos administradores, que deixaram muito a desejar. Esteve ainda presente o competente deputado dr. Neidson, representante da cidade na Assembleia e um dos que tem lutado muito para que o hospital se torne, finalmente, realidade. O anúncio de que finalmente as obras do hospital serão retomadas, infelizmente ainda está sendo vista com ceticismo, pela população de Guajará. A conclusão do novo hospital foi anunciada tantas vezes e nunca cumprida, que há sim esta dúvida. Rocha e Máximo garantem, contudo, que agora a obra sai, definitivamente. Esperemos para ver. Outro sintoma de que a sorte está voltando a Guajará é que, num sorteio estadual deste Natal, foi um antigo morador da cidade que ganhou um carro no valor de 400 mil reais!

ROCHA PRESTA CONTAS DOS SEUS TRÊS ANOS DE GOVERNO. VAI FALAR TAMBÉM SOBRE ELEIÇÕES E OS PLANOS PARA A 2022

O governador Marcos Rocha percorre a grande mídia do Estado, para fazer um balanço dos seus três anos de governo e, principalmente, do que conseguiu realizar neste 2021 que está prestes a ir embora. Nesta terça-feira, dia 29, ele será entrevistado, por cerca de uma hora, no programa SICNews, da SICTV/Record (a partir das 20 horas) programa capitaneado pelo apresentador e jornalista Everton Leoni, com a participação de Meiry Santos. Também está agendada para a esta quinta-feira, dia 30, a participação de Rocha, também por um tempo aproximado de 60 minutos, no programa Papo de Redação no rádio, na Parecis FM (98.1 no dial), a partir do meio-dia, sendo questionado pelos Dinossauros Everton Leoni, Jorge Peixoto, Beni Andrade e Sérgio Pires. Nas entrevistas, Rocha vai relatar os avanços do seu governo, as conquistas, os projetos que deram certo e os que não deram e vai falar também sobre os maiores problemas que nossa Rondônia ainda enfrenta. Questões como os projetos de parceria com os municípios, como o Tchau Poeira; as relações com a Prefeitura de Porto Velho; as obras nas principais rodovias estaduais e os planos principais para seu último ano de governo, estarão na pauta. Assim como estará a eleição de 2022, quando Marcos Rocha será candidato à reeleição.

PREFEITO DO RIO AGORA USA ARGUMENTO DO FUTEBOL PARA APROVAR CARNAVAL DO ANO QUE VEM

De um lado, fica-se com um pé atrás, pelo perigo. De outro, há que se dar razão ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que defende a realização do carnaval carioca em 2022, utilizando argumentos factíveis e que vão contra a hipocrisia que domina nosso país, em relação à Covid. Hipocrisia, aliás, que até há pouco o próprio Paes defendia com unhas e dentes, enquanto lhe interessava politicamente. Paes tem dito que "o Carnaval de 2022 pode ser realizado na Sapucaí", simplesmente porque faz uma comparação correta em relação ao futebol, que tem superlotado estádios no mesmo Rio, em Minas e em várias outras regiões do país. "Se Deus quiser, a bateria da Portela, ao citar apenas uma escola tradicional, vai arrebentar na Avenida, no Carnaval que vai ter com passaporte de vacina, teste, sei lá o que vai ter. Já que o Flamengo pode jogar no Maracanã, a Portela pode jogar na Marquês de Sapucaí", afirmou o prefeito. Até há pouco, Paes defendia grandes restrições à  circulação de pessoas, para contestar declarações em contrário do presidente Bolsonaro e de membros do governo. Agora, com a perspectiva de que sua cidade tenha prejuízos financeiros imensos, com a proibição dos desfiles de carnaval, ele faz uma comparação coerente, embora tenha mudado de opinião apenas por interesses que nada têm a ver com a saúde pública. Na Bahia, ao menos por enquanto, o gigantesco carnaval de fevereiro está cancelado.

PERGUNTINHA

Sobre as vacinas, sua necessidade e suas consequências: você acha que todos estão bem informados sobre o tema ou são apenas o que que se conhece como Ultracrepidários, ou seja, quem expressa opiniões ou conselhos em assuntos sobre os quais não entende?

Fonte - 010 - sergio pires

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.