Coluna Leitura Finalizada - Por Renata Camurça

Após o turbulento término com Ridge, Maggie quer, mais do que nunca, se sentir viva.
Terça-Feira, 14 de Dezembro de 2021 - 21:12

Livro: Talvez Agora
Autora: Colleen Hoover
Páginas: 348
Editora Galera

“Ridge e Sydney conseguiram, finalmente, ficar juntos. A relação dos sois flui perfeitamente, envolta por composições musicais e uma boa dose de companheirismo. Enquanto isso, Maggie, a ex-namorada de Ridge, está tentando superar o fim do relacionamento – e, para isso, decide pôr em prática metas de uma antiga lista de coisas para fazer antes de morrer. Após o turbulento término com Ridge, Maggie quer, mais do que nunca, se sentir viva.

Ao se inscrever para um salto de paraquedas, ela conhece Jake, seu instrutor... e ele está tão interessado nela quanto ela nele. Apesar de, a princípio, não querer embarcar na aventura de um novo relacionamento, a vinda de Jake faz surgir em Maggie uma série de dúvidas e questionamentos.

Será que Maggie conseguirá encontrar a felicidade com Jake?

Ou ela ainda sente algo por Ridge?”

Começo avisando que Talvez Agora é a continuação do livro, Talvez um dia, na verdade, é quase um grande epílogo.

Antes de iniciar a leitura de Talvez Agora, imaginei que esse segundo livro fosse totalmente focado na história de Maggie, felizmente eu estava enganada, Talvez Agora continua contando a história de Ridge, Sydney, Maggie, Warren, Bridgette e também do novo personagem Jake. Essa continuação ressalta a importância da amizade, da lealdade e do amor.

Com a participação de todos os personagens envolvidos na história podemos perceber que Maggie ganha destaque nesse livro e conhecemos mais a fundo sua relação com todos, seus medos, inseguranças e como a sua vida é afetada pela sua condição especial.

Foi muito bom poder matar a saudade desse grupo e acompanhar o amadurecimento das relações ao longo dos capítulos.

Quem conhece as obras da Collen Hoover, sabe o quanto a escrita dela é intensa, surpreendentemente o livro Talvez Agora é bem mais tranquilo e leve, sem grandes dramas e reviravoltas, mesmo assim é uma leitura que prende o leitor desde a primeira página. Não é à toa que uma das minhas autoras favoritas da vida.

Os diálogos e as letras das músicas compartilhadas são envolventes. Impossível não emocionar o leitor, é o tipo de livro que deixa o coração quentinho, e por falar em “coração quentinho”, o cardiologista Jake é responsável por deixar a história ainda mais cativante.

Gostaria que a história tivesse tido um pouco mais do romance entre Maggie e Jake, já que de cara foi possível sentir a química entre eles. Fica a dica para a autora, quem sabe no futuro, a nossa CoHo nos presentei com mais um livro voltado para esse casal.

A narrativa do livro ficou por conta dos protagonistas, Ridge, Sydney, Maggie e Jake. Talvez por isso, fiquei com a sensação que o romance entre Maggie e Jake foi abordado de forma superficial.

Esse é um livro de final feliz com gostinho de esperança. Repleto de frases inspiradoras que me fez refletir sobre a minha própria vida.

Assim como terminei amando o primeiro livro, me vejo mais uma vez finalizando a leitura apaixonada pela trama. Recomendo para quem gosta de romances New Adult.

Boa leitura!

“Você nunca faz as coisas pensando em si mesmo. Às vezes, se colocar em primeiro lugar pode ser libertador.”

“Precisamos nos colocar em primeiro lugar de vez em quando. Se uma pessoa não consegue viver sua vida do melhor jeito possível para si mesma, é impossível ela dar o seu melhor para os outros.”

“O nascer e o pôr do sol são um acontecimento muito esperado e natural para a humanidade. No entanto, é uma das poucas coisas que possui a capacidade universal de deixar alguém sem palavras.”

“Ninguém é a melhor versão de si mesmo o tempo inteiro... mas o que cria a diferença entre confiança e insegurança são os momentos do nosso passado nos quais escolhemos focar. Está focando nos seus piores momentos, quando deveria estar se concentrando nos melhores.”

“É como se minha vida fosse uma montanha-russa que passa aceleradamente por túneis escuros e gira em loopings, com meu corpo sendo sacudido de um lado para o outro, para trás e para frente, e depois... shhh. A montanha-russa emocional chega a parte tranquila, lenta e reconfortante da atração em que posso simplesmente soltar o ar e saber que estou em segurança. Tudo dentro de mim está começando a se resolver.”

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.