Entregas de medalhas e homenagens marcam solenidade do Dia do Patrono do Corpo de Bombeiros Militares do Brasil

Teatro Palácio das Artes foi palco da solenidade com homenagens e entregas de Medalhas
Domingo, 12 de Dezembro de 2021 - 09:53

Em noite que ficou marcada pela comemoração alusiva ao Dia do Patrono dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, o Imperador Dom Pedro II, na sexta-feira (10), o Governo de Rondônia promoveu no Teatro Estadual Palácio das Artes, em Porto Velho, a entrega de 400 medalhas, além de homenagens a militares e autoridades civis, que de alguma forma, colaboraram com o desenvolvimento da Corporação sempre pronta na missão de salvar vidas e proteger a sociedade.

O Corpo de Bombeiros de Rondônia (CBM) trabalhou de forma incansável durante o ano de 2021, buscando sempre prestar o melhor serviço para a sociedade rondoniense. A data de 10 de dezembro também foi uma oportunidade de analisar todas as ações promovidas pela Corporação. Todo o trabalho do Corpo de Bombeiros de Rondônia segue as diretrizes da gestão do governador Marcos Rocha, para melhor atender a sociedade rondoniense.

Secretário-chefe da Casa Civil destacou a valorização garantida pelo Governo

Representando o governador Marcos Rocha, o secretário-chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves, que foi condecorado com a medalha “Capitão Esron de Menezes”, ressaltou que o Poder Executivo promoveu a valorização para a categoria, como o aumento de salário de 25,24% para a Corporação em 2022.

“Estes soldados possuem uma grande missão, que é se dedicar ao outro, sem pensar em si, mostrando o que é trabalhar com responsabilidade, fazendo a diferença, dando a segurança necessária aos cidadãos”, pontuou Júnior Gonçalves.

O comandante-geral do CBM de Rondônia, coronel Nivaldo de Azevedo Ferreira, destacou as inúmeras atividades desenvolvidas durante o ano de 2021, salientando que o trabalho teve como objetivo valorizar os profissionais.

Comandante do Corpo de Bombeiros ressaltou o trabalho desempenhado na pandemia

Conforme Nilvaldo, em 2021, além das operações noturnas para coibir aglomerações e possíveis contaminações, quando medidas foram tomadas para o enfrentamento à covid-19, houve o transporte de vacinas para Porto Velho, região Sul do Amazonas e localidades de difícil acesso. Ele ainda destacou as especializações feitas com os bombeiros, onde 38 já foram capacitados em oito Estados diferentes.

“Estamos desenvolvendo um importante trabalho e não medindo esforços para que todos trabalhem com satisfação e dignidade. Temos a “Operação Verde Rondônia”, onde conseguimos recursos do Governo Federal para custear diárias dos militares, e também está em andamento a construção de quartéis em Guajará-Mirim, Machadinho do Oeste, Pimenta Bueno e em breve, vai ser iniciada a construção de um novo quartel em São Miguel do Guaporé”, concluiu o comandante do CBM.

Sobre as ações para 2022, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros indicou que estão buscando recursos para a “Operação Verde Rondônia”, para que seja iniciada no mês de abril, a fim de inibir cada vez mais as queimadas.

Secretário da Sesdec parabenizou o compromisso de cada profissional da Corporação

O gestor da Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), José Hélio Cysneiros Pachá, acentuou que o trabalho feito pelo Corpo de Bombeiros em todo o Estado durante este ano, traduz a essência e o esforço de todos os soldados da corporação. “Parabenizo a cada soldado do fogo que trabalha em defesa do nosso povo, colaborando de forma ímpar, empenhados em garantir a segurança, prestando atendimento de forma rápida e célere, sendo um dos principais polos da gestão do governador Marcos Rocha em Rondônia”.

ENTREGA DE MEDALHAS

Durante a solenidade de comemoração ao Dia do Patrono, houve a outorga de medalhas para bombeiros militares e personalidades civis com a medalha Mérito “Imperador Dom Pedro II”, no grau Cavalheiro, instituída pelo Decreto 23.296, de 23 de outubro de 2018, como prova de reconhecimento pelos notáveis serviços prestados à Corporação.

Receberam esta medalha, como autoridades civis: a secretária de gestão e ensino, Ana Cristina Melo Santiago; o diretor de Operações Integradas, Jerry Antunes de Oliveira; o coordenador-geral do Sistema Integrado de Comando e Controle da Seopi, Rafael Mota Brito; o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, Rommel Pessoa Dantas; o superintendente executivo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Rondônia, Antônio Marinho Izel Lima e o superintendente regional do Serviço Social do Comércio (Sesc) Rondônia, Osvino Juraszek.

Outras 25 autoridades militares também foram agraciadas com esta medalha e 12 militares foram agraciados com o Grau IV, Grande Oficial da Medalha Mérito “Imperador Dom Pedro II”.

Também houve entrega da medalha “Capitão Esron de Menezes”, que foi instituída pelo Decreto nº 26.177, de 24 de junho de 2021, sendo designado a agraciar bombeiros, demais militares e civis que contribuíram com serviços e atos para elevar a Corporação.

Mais de 400 pessoas foram agraciadas com medalhas “Dom Pedro II”, “Capitão Esron de Menezes” e “Defesa Civil”

A Medalha “Capitão Esron de Menezes” também foi entregue a representantes do Governo de Rondônia: o secretário-chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves e o secretário executivo da Governadoria, coronel Raulino Ferreira da Silva; o secretário-chefe da Casa Militar, Valdemir Góes; o diretor-geral do Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER), Elias Rezende e o diretor-geral adjunto, Éder André Fernandes Dias; o gestor da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani; o titular da Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), Luís Fernando Pereira; o secretário da Sesdec, José Hélio Cysneiros Pachá.

Como familiares representantes do capitão Esron de Menezes, foram agraciados com a medalha: Dimas Queiróz de Oliveira Júnior e Dimarcy Menezes de Oliveira.

Representantes do Poder Legislativo do Estado também foram agraciados com esta medalha, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE), Alex Redano e os deputados estaduais Alex Silva, Eyder Brasil, Jean Oliveira, Neidson Barros, e o deputado federal João Chrisóstomo.

Por último, houve a entrega de medalhas “Defesa Civil do Estado de Rondônia”, instituída pelo Decreto nº 16.490, de 18 de janeiro de 2012, sendo designada a cidadãos ou instituições civis e militares, que prestaram notáveis serviços à Defesa Civil de Rondônia.

Com esta medalha, foram agraciados os prefeitos Adailton Fúria, de Cacoal; Isaú Fonseca, de Ji-Paraná; Célio Lang, de Urupá; e Sheila Flávia Anselmo, de Chupinguaia.

Outras personalidades e coordenadores de Defesa Civil municipais, também receberam a outorga, além de militares de outras Corporações e bombeiros militares.

PATRONO DO CBM

Patrono é homenageado durante solenidade realizada na sexta-feira

No Brasil, o Corpo de Bombeiros foi criado em 1856, pelo Imperador Dom Pedro II, tendo como primeiro comandante desta entidade, o major Moraes Antas, porém, em seu início, a Corporação não possuía caráter militar. A formação da instituição teve como referência organizações antigas, como na França e na Itália.

Desde 1915, o CBM é considerado como força auxiliar de reserva do Exército Brasileiro e integra o Sistema de Segurança Pública e Defesa Social. Atualmente, a missão da entidade foi ampliada e consiste na execução das atividades de: Defesa Civil; Prevenção e Combate à Incêndios; Buscas, Salvamentos e Socorros Públicos no âmbito de suas respectivas Unidades Federativas.

DOM PEDRO II

Dom Pedro II nasceu em 2 de dezembro de 1825, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), filho do Imperador Dom Pedro I e da Imperatriz Mara Leopoldina. Dom Pedro II ficou órfão de mãe com apenas um ano de vida e com nove anos, também perdeu o pai.

Ele era o sétimo da família, com a morte de seus irmãos mais velhos, tornou-se herdeiro do trono brasileiro. Dom Pedro II tinha como nome completo: Pedro de Alcântara João Carlos Leopoldo Salvador Bibiano Francisco Xavier de Paula Leocádio Miguel Gabriel Rafael Gonzaga.

CAPITÃO ESRON

O capitão Esron Penha de Menezes, membro da antiga Guarda Territorial, tornou-se o primeiro bombeiro militar de Rondônia. Em 1957, sob a gestão de Jayme Araújo dos Santos, foi criado o Corpo de Bombeiros do Território, percussor do CBMRO, voltado à prevenção e combate ao fogo.

 

Richard Neves

Fotos: Frank Néry

Fonte - secom/gov-ro

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.