Coren-RO recebe novas denúncias de irregularidades no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro

Desta vez, foram constatadas novamente uma quantidade insuficiente de profissionais de enfermagem na maternidade, sala de reanimação, Unidade de Terapia Intensiva Neo, berçário e Centro Obstétrico.
Terça-Feira, 07 de Dezembro de 2021 - 16:11

O Conselho de Enfermagem de Rondônia, por meio do Departamento de Fiscalização e Exercício Profissional, continua atuando incansavelmente fiscalizando unidades de saúde do Estado, com o objetivo de analisar o cumprimento dos preceitos éticos e legais da profissão, proporcionando uma assistência segura e livre de danos aos pacientes. Com isso, o Conselho recebeu nova denúncia de irregularidades no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro.

Desta vez, foram constatadas novamente uma quantidade insuficiente de profissionais de enfermagem na maternidade, sala de reanimação, Unidade de Terapia Intensiva Neo, berçário e Centro Obstétrico. O ponto crítico foi no baixo número de profissionais nos setores, bem como na dinâmica de atendimento, gerando grande impacto, pois com a evidente falta de profissionais, há uma sobrecarga de trabalho, ocasionando excesso de serviço às equipes, com longas e exaustivas jornadas laborais.

Nas UTI´s, o cenário se agrava diante de intercorrências concomitantes onde há necessidade de tomada de decisão pelo enfermeiro de modo imediato em mais de um paciente ou então quando há pacientes que, não obstante o quadro clínico crítico, ainda apresentam instabilidades hemodinâmicas, dentre outras, necessitando de mais horas de enfermagem para intervenção, manejo clínico e monitoramento da evolução do paciente, gerando maior impacto na divisão de tarefas e assistência segura aos pacientes.

Reiterando, que no mês de setembro, o Coren já havia realizado fiscalização no HB, onde foram constatadas inúmeras irregularidades, entre elas: o déficit de profissionais de enfermagem, alguns setores com plantões iniciados sem enfermeiros e quantidade de técnicos muito pequena, salas operatórias e leitos bloqueados por falta de profissionais, haja vista que o hospital está sob decisão judicial em que é preciso manter enfermeiros ininterruptamente na unidade.

O Coren-RO retratou as irregularidades das denúncias de setembro em um relatório técnico e o encaminhou para a Secretaria de Saúde de Rondônia (Sesau) para que seja disponibilizado profissionais de enfermagem em quantidade suficiente para garantir assistência digna aos pacientes, bem como aos órgãos competentes para conhecimento e providências. O Coren também encaminhará o relatório técnico com as novas constatações aos órgãos, para medidas cabíveis e anexará junto à ação civil pública que existe em face do Estado de Rondônia sobre as fragilidades do Hospital de Base.

Fonte - ASCOM COREN RO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.