Acir e Rogério na lista dos que mais gastaram com combustíveis nos últimos três anos

Apesar de que para um cidadão comum abastecer o tanque do veículo tornou-se algo ‘pesado’ no bolso, para os senadores essa máxima, ao menos, não serve.
Quinta-Feira, 18 de Novembro de 2021 - 16:20

Dados divulgados pelo portal Congresso em Foco com base em números obtidos no Portal da Transparência do Senado Federal revelam que dois senadores de Rondônia estão na lista dos cinco parlamentares que mais gastaram verbas com combustíveis e lubrificantes entre os anos de 2019 a 2021.

Apesar de que para um cidadão comum abastecer o tanque do veículo tornou-se algo ‘pesado’ no bolso, para os senadores essa máxima, ao menos, não serve. De acordo com o levantamento, os senadores de Rondônia - Marcos Rogério (DEM) e Acir Gurgacz (PDT) – ocupam o segundo e terceiro lugar, respectivamente, no ranking dos que mais gastaram com combustíveis.

Em primeiro lugar no ranking, destaque para o hoje ministro Ciro Nogueira (PP-PI) com total de R$ 570.441,31 sendo no ano de 2019 (R$ 131.135,46), em 2020 (R$ 197.708,72) e em 2021 (R$ 241.597,13).

Em 2° lugar no ranking, nada mais, nada menos que Marcos Rogério com o valor total de R$ 237.760,20 distribuídos da seguinte forma: Em 2019 (R$ 77.637,87), em 2020 (R$ 143.757,86) e em 2021 (R$ 16.364,47).

Em 3° lugar vem o pedetista, Acir Gurgacz, com valor total de R$ 207.495,10. Em 2019, o senador gastou R$ 22.886,67 em combustíveis. Já em 2020, o valor é muito maior, chegando a R$ 104.806,91. Por fim, em 2021, Acir soma R$ 79.801,52.

Os senadores Wellington Fagundes (PL-MT) e Rogério Carvalho (PT-SE) completam o quadro dos que mais gastaram com o “líquido precioso”. Sendo um total de R$ 183.257,71 e R$ 130.769,14 respectivamente.

Fonte - Assessoria

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.