20 dias após ser diagnosticada com a Covid-19, técnica em enfermagem morre em casa durante tratamento

Profissional de saúde era moradora do distrito de Nova Conquista.
Terça-Feira, 16 de Novembro de 2021 - 16:58

A morte da técnica em enfermagem Irani Gomes Arruda, de 39 anos, surpreendeu os amigos e familiares, em virtude de ela ter sido diagnosticada com a Covid-19 por mais de três semanas e não ter ficado internada um único dia por causa da doença.

Moradora de um sítio no distrito em Nova Conquista, pertencente a Vilhena, a profissional de saúde faleceu em casa, na manhã de terça-feira, 16. Ela deixa viúvo e dois filhos, com 14 e 18 anos.

Segundo uma amiga da família, após ser diagnosticada com a doença, Irani se tratou em casa, mas no sábado, 13, ao se sentir mal, veio receber atendimento médico em Vilhena.

Mesmo com seus pulmões já afetados e os rins falhando em virtude da ação do novo Coronavírus, a enfermeira recebeu medicamentos e a orientação para continuar isolada, se tratando em casa.

Ontem, segundo uma pessoa próxima, ela se queixou de dores “no pé da barriga” e, hoje, não resistiu e foi a óbito. Irani aparentemente, até pelo período de infecção, já havia eliminado o vírus, mas não suportou as sequelas da contaminação.

Fonte - 20 - Folha do Sul

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.