FACADAS – Pai revoltado tenta matar homem que estuprou as filhas

O suspeito era amigo da família e colega de trabalho.
Quarta-Feira, 10 de Novembro de 2021 - 13:39

Homem de 36 anos foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável, depois de ser acusado de acariciar duas irmãs, de 6 e 9 anos, filhas do colega de trabalho dele. O caso ocorreu nesta segunda-feira (8), em Dourados, a 233 km de Campo Grande.

Flagrado após a vítima mais velha denunciar o abuso, o acusado entrou em luta corporal com o pai das meninas e fugiu do local. Mais tarde, foi encontrado no mesmo bairro onde ocorreu o abuso e ferido com dois golpes de faca pelo colega.

Conforme a ocorrência policial, a história começou quando o pai das meninas, de 28 anos de idade, convidou o colega para jantar em sua casa. O pai ligou para a esposa e avisou que levaria o amigo.

FOTO ILUSTRATIVA

Quando os dois chegaram na casa, localizada no Jardim Pantanal (região leste da cidade), a mulher pediu ao marido que ele fosse na casa da mãe dela buscar as duas meninas. O morador e o amigo foram no caminhão da empresa em que ambos trabalham.

Na volta para casa, o pai das meninas parou o caminhão em estabelecimento comercial para fazer uma compra e deixou as duas crianças no caminhão com o amigo.

De repente, a menina de 9 anos desceu do caminhão gritando por socorro afirmando que o “tio” havia passado a mão em suas partes íntimas e também abusado da mais nova, de 6 anos.

O pai e o amigo entraram em luta corporal, mas o acusado conseguiu assumir a direção do caminhão e fugiu. Ele chegou a arrastar por alguns metros o homem de 28 anos pendurado na porta do caminhão.

Depois de deixar as filhas em casa, o pai se armou com uma faca e saiu à procura do colega. Ele o reencontrou com o caminhão no mesmo bairro e houve nova briga. Durante a luta, o pai desferiu dois golpes de faca no colega, um nas costelas e outro no braço. Mesmo ferido, o homem conseguiu fugir com o caminhão.

No cruzamento das avenidas Marcelino Pires e Presidente Vargas, no centro, ele parou o caminhão e ligou para o Corpo de Bombeiros, alegando ter sido esfaqueado durante tentativa de assalto. O homem foi então levado para o Hospital da Vida.

A mãe das crianças procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para denunciar o estupro das filhas. Ao ouvirem a história, os policiais desconfiaram de que se tratava do mesmo ferido levado para o hospital.

Como os ferimentos de faca foram superficiais, ele foi levado para a delegacia e autuado e flagrante por estupro de vulnerável. O homem nega o crime, mas apresentou contradições. Ele já tinha sido acusado de crimes semelhantes, em 2019 e 2020. O pai das meninas ainda não se apresentou à polícia.

Fonte - Campo Grande News

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.