ELEIÇÕES NA OAB - Caaro tem ido muito além do seu papel institucional

Ao longo da pandemia, organismo da OAB doou mais de dez toneladas de alimentos, gás de cozinha, medicamentos e até valores por conta de um auxílio emergencial
Sábado, 23 de Outubro de 2021 - 09:35

A Caixa de Assistência dos Advogados de Rondônia (Caaro), durante a atual gestão da OAB, sob o comando do advogado Elton Fülber, o primeiro presidente oriundo do interior, voltou a exercer um papel de destaque junto aos advogados, bem diferente do meramente protocolar de pouco tempo atrás. Não por acaso o candidato a presidente da Ordem em Rondônia pelo movimento "Juntos pela Advocacia", Márcio Nogueira, convidou o presidente da Caaro, advogado Elton Fülber, para concorrer em sua chapa, à reeleição na Caaro.

A OAB e Caaro, sob a gestão Elton Assis e Elton Fülber, descortinou um horizonte heterodoxo sobre o papel da Caixa na vida não só dos advogados, como também de muitas pessoas anônimas da sociedade, que acabam alcançadas pelas dezenas de projetos sociais. A Caaro tem ido muito além do seu papel puramente institucional. "Nosso alvo é que o advogado pague sua anuidade feliz porque sabe que tem muito mais do que o valor da sua contribuição", observa Fülber.

Ao longo da pandemia, a Caaro deu ampla vazão ao significado de acolhimento. Com muitos advogados passando por dificuldades financeiras, principalmente os jovens advogados, aqueles com até cinco anos de inscrição ativa na Ordem, que se viram de hora para outra sem sua fonte de renda, a instituição desenvolveu um programa social de auxílio direto que envolveu a distribuição de cestas básicas, gás de cozinha, medicamentos, equipamentos para internet e até dinheiro, principalmente para os que foram acometidos pela covid-19. Isso foi feito em todo o Estado.

Segundo Fülber foram mais de dez toneladas de alimentos diversos e cerca de R$ 400 mil em dinheiro vivo. Além disso, a Caaro desencadeou uma programação de vacinação contra a gripe H1N1, também em todo o Estado, o que ajudou profissionais da saúde no diagnóstico de suspeitas de contaminação pelo coronavírus.

Por conta desse trabalho que revolucionou a relação do organismo com seus associados, Márcio Nogueira pretende manter Fülber à frente da Caaro, para desenvolver diversos projetos já alinhavados, além de expandir os já existentes. Cesta de medicamentos para portadores de doenças como diabetes e hipertensão e a administração direta de um plano de saúde, sem intermediários, por exemplo, estão no radar da nova diretoria que busca a eleição.

Fonte - 010 - Assessoria

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.