Quais cuidados e medidas de segurança ter com crianças na praia?

Levar água e alimentos, aplicar protetor solar de tempos em tempos e estar sempre próximo do seu filho são algumas das formas de mantê-lo seguro.
Terça-Feira, 19 de Outubro de 2021 - 15:48

Viajar é sempre incrível, mas viajar com a família é uma experiência única e inesquecível, principalmente quando se tem filhos. Afinal, o que é mais especial do que criar memórias felizes com aqueles que amamos?

Um dos destinos mais amados pela criançada é a praia, onde elas podem nadar, ter contato com a natureza, correr e brincar na areia. No entanto, para que todos tenham uma viagem segura, é preciso redobrar os cuidados com os pequenos.

Tenha sempre em mente que, ainda que seus filhos sejam um pouco maiores, criança é criança. Elas não têm a mesma noção de perigo que um adulto, tampouco são capazes de medir as consequências. Por esse motivo, o papel dos pais é protegê-las.

É importante ressaltar que a proteção começa antes mesmo de chegar ao destino. Mais especificamente, durante o caminho: caso a viagem seja de carro, a cadeirinha infantil para automóvel é indispensável. Se for de ônibus, vestir os pequenos adequadamente e levar uma mantinha para aquecê-los é essencial.

Em ambas as opções de transporte, ter um kit de primeiros socorros na mala, caixinha de remédios, lanchinhos rápidos, água, fraldas (caso seu filho ainda use) e uma muda de roupa extra na mala de mão também é necessário.

Agora que você já sabe quais cuidados que devem ser adotados durante a viagem, veja como manter seus filhos seguros na praia.

Não esqueça o protetor solar

Algumas regiões do Brasil têm alta incidência solar e, normalmente, há pouca sombra na praia, o que faz com que os pequenos fiquem muito expostos ao sol. Para evitar possíveis queimaduras, insolação e, a longo prazo, desenvolvimento do câncer de pele, o protetor solar é imprescindível.

Portanto, passe-o nas crianças antes de sair de casa e não esqueça de colocar o produto na sua bolsa de praia, para reaplicá-lo nas crianças de meia em meia hora.

Não deixe as crianças sozinhas

A maioria dos casos de sequestros infantis acontecem quando as crianças estão sozinhas e, infelizmente, hoje em dia esse tipo de crime não tem hora e nem lugar. Portanto, além de optar por uma região mais segura e policiada, não deixe seus filhos sozinhos em hipótese alguma.

Leve alimentos de casa

Dificilmente é possível saber a procedência dos alimentos que são vendidos na praia (ingredientes utilizados, armazenamento, manuseio, etc.) e qualquer deslize no processo de produção pode acarretar em contaminação. Para evitar problemas de saúde, leve alimentos de casa para a praia.

Biscoitos, sanduíches naturais e frutas podem ajudar a minimizar a fome até a hora do almoço. Além disso, você também pode procurar restaurantes à beira-mar que possuam boas recomendações.

Ofereça água constantemente

As crianças devem estar sempre hidratadas e, com o calor da praia, é preciso ter um cuidado ainda maior nesse sentido. Portanto, leve água de casa em garrafas térmicas e sempre ofereça para os pequenos, uma vez que eles podem ficar entretidos e esquecer de beber.

Fique atento às brincadeiras na areia

Crianças pequenas têm o hábito de levar todo tipo de coisa à boca e a areia pode ser uma delas. Por mais engraçadinho que seja, a areia da praia contém diversos micro-organismos que podem transmitir uma série de doenças. Portanto, fique de olho nos seus filhos enquanto eles brincam na areia.

Coloque uma pulseira de identificação no seu filho

Por maior que seja sua atenção, você pode perder seu filho de vista em algum momento e, caso isso aconteça, a pulseira de identificação vai facilitar bastante o reencontro.

Seu nome, o nome da criança e um telefone para contato são os principais dados para inserir na pulseira, suficientes para que possam ligar para você ao encontrarem o pequeno.

Se você estiver hospedado em alguma pousada, inclua o nome do estabelecimento comercial na pulseira, o telefone e o número do quarto.

Não deixe as crianças entrarem na água sem a companhia de um adulto

É normal que as crianças tentem ir sozinhas para a água. Sendo assim, fique sempre alerta nesse sentido e não permita que elas entrem no mar sem a sua companhia ou de qualquer outra pessoa adulta de sua confiança.

Fonte - Assessoria

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.