Conflito agrário pode ter sido a motivação do assassinato de cinco pessoas em Vilhena; pistoleiros são caçados pela polícia

O crime ocorrido na noite da última quarta-feira (13) tem movimentado as policias Civil e Militar do município de Vilhena.
Sexta-Feira, 15 de Outubro de 2021 - 14:27

As vítimas jantavam quando sete homens armados invadiram a sede da fazenda, localizada no setor 8, Gleba Corumbiara a cerca de 60 Km de Vilhena. De acordo com informações, o dono da propriedade identificado como Heladio Cândido Zen,73 anos, a esposa Sônia Biavatti e mais três funcionários sendo eles reconhecidos como: Oederson Santana, 34 anos, Jonathan Rocha Borges Reis, 21 anos e Amagildo Severo, 53 anos mortos seguidamente pelos pistoleiros.  

Heladio antes de ser morto alvejado com um tiro de espingarda foi torturado e recebeu diversas facadas pelo corpo. Todas as vítimas morreram com disparos também de espingarda na região da cabeça.

A mulher de um dos caseiros assassinado, duas crianças apontadas como sendo netas dos donos da fazenda e mais um homem tiveram as vidas populadas. Trancados em um quarto de uma das casas do local, os sobreviventes escaparam pulando a janela e em seguida pedindo socorro.

A tese de que o crime possa ter sido um latrocínio não é descartada, mas não é 100% aceita, o que leva a isso é fato de os pistoleiros estarem com uma lista em que continha o nome das vítimas. Na fuga os bandidos levaram as armas e a caminhonete do fazendeiro, o que a polícia acredita que ser um álibi dos criminosos. As autoridades também não descartam de que o crime esteja atrelado aos conflitos de terra naquela região.

Em 2015, inclusive no mesmo mês de outubro, o local foi palco para outro crime com as mesmas características. Na época, cinco pessoas foram crivadas de bala, depois que um grupo invadiu a propriedade. Algumas se abrigaram dentro de um imóvel que foi destruído pelo fogo tendo os corpos carbonizados.

O crime ocorrido na noite da última quarta-feira (13) tem movimentado as policias Civil e Militar do município de Vilhena, distante 706 KM da capital Porto Velho. Dois dias após a chacina, as autoridades do estado de Rondônia buscam por pistas que indiquem o paradeiro dos pistoleiros. 

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.