União Brasil mira no Governo de Rocha que é escolhido para presidente a sigla em Rondônia

O processo deve demorar cerca de três meses para ser analisado pelos ministros.
Quinta-Feira, 07 de Outubro de 2021 - 16:03

O PSL e o DEM aprovaram nesta quarta-feira (06) a fusão entre as duas siglas onde nasce o mega partido "União Brasil - 44". A plenária que decidiu a unificação foi realizada em Brasília e contou com a presença dos dirigentes locais como o governador Marcos Rocha (PSL), Secretários de Estado e o deputado da Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO).

Mas apesar da aprovação em Brasília, o União Brasil precisa ter oficialmente o aval do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O processo deve demorar cerca de três meses para ser analisado pelos ministros.

Em números, serão 82 deputados, além de quatro governadores, oito senadores e centenas de vereadores espalhados pelos municípios do país. No cenário do Congresso Nacional, o DEM tem 28 deputados e seis senadores, como o presidente da Mesa Diretora, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG). E o PSL, possui na Câmara 54 deputados e dois senadores.

A principal cobiça do "União Brasil" são os governos estaduais. Ao menos 12 executivos estão na lista, entre eles o de Rondônia. Além de Marcos Rocha, o União quer em seus quadros ACM Neto (Bahia), Ronaldo Caiado (Goiás), Mauro Mendes (Mato Grosso).

O governador Marcos Rocha, que tentará a reeleição, já é considerado presidente da  futura sigla no Estado. Em vídeo publicado nas redes sociais, Rocha manifestou contentamento com o surgimento do novo partido.

Na ocasião, Rocha chegou a convidar Bivar para visitar o Estado. Luciano exaltou que Rocha "será o legítimo representante e presidente do diretório para manter os valores do estado de Rondônia".  

No evento, tanto PSL quanto o DEM ressaltaram a importância de preservar o diálogo e fazer novas alianças. De estranho, o silêncio do senador Marcos Rogério (DEM) que evitou comentários sobre a fusão bem como a escolha de Marcos Rocha para a presidência da agremiação.

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.