QUELÔNIOS - Sedam auxilia no monitoramento ambiental da desova das tartarugas em Costa Marques

Equipe técnica da Sedam, estará acompanhando a desova das tartarugas para auxiliar o projeto Quelônios do Guaporé
Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021 - 11:57

De setembro a outubro acontece, a desova das tartarugas e para acompanhar este importante momento biológico, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), vai realizar o monitoramento ambiental, identificando e quantificando os ninhos e prestando assistência à equipe técnica da Associação Quilombola e Ecológica do Vale do Guaporé (Ecovale) especializada no monitoramento dos quelônios na praia Ponta da Ilha, em Costa Marques.

O cuidado com a proteção deste animal é intensificada neste período, devido a pesca e captura ilegal. Em Rondônia, o projeto de proteção é realizado pela Ecovale. Nesta época do ano, as tartarugas voltam às praias onde nasceram para se reproduzirem; as fêmeas fazem até nove desovas por ano, botando vários ovos durante sua reprodução. É justamente neste período que as entidades de proteção trabalham para a preservação das espécies.

“O Governo de Rondônia está comprometido com o projeto neste processo. Nos meses de setembro e outubro ocorre no processo de desova e daqui a dois meses acontecerá a eclosão destes ovos e existirá o procedimento de soltura, que também será acompanhada pela equipe da Sedam que prestará apoio à Ecovale, com o monitoramento e assistência técnica aos profissionais capacitados, com intuito de oferecer condições necessárias para que este processo biológico aconteça”, afirmou a coordenadora de Educação Ambiental da Sedam, Maricélia Cantanhâde.

As praias onde acontecem a desova, são monitoradas durante este período em busca de eventos reprodutivos das tartarugas. O procedimento permite aos biólogos e demais profissionais que trabalham pela preservação, proteção e desenvolvimento ambiental, a obtenção de informações importantes que permitirá monitorar o crescimento, período de permanência, habitat, deslocamento, e a não extinção da espécie entre outras.

O trabalho fornecerá informações importantes para atividades de pesquisa, estudos científicos, educação ambiental, proteção e integração da comunidade que durante o período da desova se dedicam exclusivamente ao monitoramento da praia para garantir a proteção das fêmeas e dos ovos.

Texto: Jaqueline Damaceno
Fotos: Milton Castelo

Fonte - secom/gov.Ro

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.