Sesdec diz que vai apurar mortes de integrantes da LCP por militares fora do serviço

As mortes ocorreram na última sexta-feira (24) em Abunã, distrito, distante 2016 quilômetros de Porto Velho, como informado com exclusividade pelo jornalismo do News Rondônia.
Segunda-Feira, 27 de Setembro de 2021 - 09:02

Secretaria de Estado da Defesa e Segurança Pública de Rondônia (Sesdec), informou que a instituição vai apurar a consequência em torno das duas mortes de integrantes apontados como sendo da Liga dos Camponeses Pobres (LCP).

As mortes ocorreram na última sexta-feira (24) em Abunã, distrito, distante 2016 quilômetros de Porto Velho, como informado com exclusividade pelo jornalismo do News Rondônia.

Foi apurado que três policiais fora do serviço acompanhavam uma engenheira florestal, quando teriam sido surpreendidos por homens armados. A engenheira estaria em uma missão onde verificaria seu loteamento na região, localizado depois da Ponte do Rio Madeira em Abunã e que foi invadido pelos tais homens.

Os policiais disseram que chegaram a conversar com homens, mas que perceberam que haviam caído em uma emboscada. Houve troca de tiros e dois deles foram atingidos pelos disparos e mortos. Um terceiro também foi ferido e encaminhado ao Hospital. Nem os três policias e a engenheira se feririam.

Por meio de nota, a Sesdec afirmou lamentar o ocorrido, descreveu o cenário como de invasões e conflitos armados, inclusive palco para a mortes de polícia militares. Por fim, que haverá investigação. Ainda na carta, declarou que não compactua com crimes sejam eles por vandalismo ou por PM’s e que agirá pautada na legalidade. A Secretaria de Estado da Defesa e Segurança Pública de Rondônia (Sesdec), informou que a instituição vai apurar a consequência em torno das duas mortes de integrantes apontados como sendo da Liga dos Camponeses Pobres (LCP).

As mortes ocorreram na última sexta-feira (24) em Abunã, distrito, distante 2016 quilômetros de Porto Velho, como informado com exclusividade pelo jornalismo do News Rondônia.  

Foi apurado que três policiais fora do serviço acompanhavam uma engenheira florestal, quando teriam sido surpreendidos por homens armados. A engenheira estaria em uma missão onde verificaria seu loteamento na região, localizado depois da Ponte do Rio Madeira em Abunã e que foi invadido pelos tais homens.

Os policiais disseram que chegaram a conversar com homens, mas que perceberam que haviam caído em uma emboscada. Houve troca de tiros e dois deles foram atingidos pelos disparos e mortos.

Por meio de nota, a Sesdec afirmou lamentar o ocorrido, descreveu o cenário como de invasões e conflitos armados, inclusive palco para a mortes de polícia militares. Por fim, que haverá investigação. Ainda na carta, declarou que não compactua com crimes sejam eles por vandalismo ou por PM’s e que agirá pautada na legalidade. 

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.