CPI apura rede de esquema ligada à Precisa Medicamentos em Rondônia; de videolocadora a empresa de exportação

No radar que apura a ligação de pessoas na compra de R$ 20 milhões de doses do imunizante da Covaxin, os parlamentares seguem a linha de investigação.
Sexta-Feira, 24 de Setembro de 2021 - 09:20

Todos os dias a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), a CPI da Covid traz à tona um esquema ilícito ligado a compra de vacinas por membros do governo federal. No radar que apura a ligação de pessoas na compra de R$ 20 milhões de doses do imunizante da Covaxin, os parlamentares seguem a linha de investigação. Não está descartada, a ligação de pelo menos 20 empresas que possam estar associadas ao esquema com a Precisa Medicamentos, na possível lavagem de dinheiro.

A primeira recebeu aproximadamente R$ 4 milhões em um único ano. A segunda empresa, por sua vez, surgiu como uma videolocadora com sede no Estado de São Paulo e se transformou em uma companhia de importação e exportação na cidade de Ji Paraná, em Rondônia.

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.