5º BPM recebe base de apoio no setor chacareiro Jardim Santana

O modelo no Brasil, suas experiências de policiamento comunitário, ganhou o resto do País e Rondônia, na Amazônia
Terça-Feira, 07 de Setembro de 2021 - 11:34

Porto Velho, RONDÔNIA – Após descreverem a boa relação entre o Comando do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM) e a Associação de Ação Popular Integrada Hortifrutigranjeiros da União (AAPIHGU) durante a posse do Major PM Lourenço à frente da corporação, dirigentes da entidade renovaram a antiga parceria já firmada em anos anteriores.

No histórico de ações realizadas conjuntamente, sobretudo no viés de se garantir bom trânsito junto a todos os segmentos da sociedade chacareira e, em geral, comunidades do seu entorno, as guarnições passam a dispor, a partir de agora, de um ambiente adequado para ‘uma paradinha obrigatória para lanche, usar banheiros além de um espaço a uma sessão de bate-papo com moradores’. 

A espécie de ‘base de apoio’ no Setor Chacareiro foi oferecida ao novo Comando do 5º BPM durante a passagem de comando ocorrida na semana passada, um evento bastante concorrido que contou com a participação de comunitários dos setores cobertos pelo Plano Operacional destinado à Zona Leste desta Capital.

Conforme a presidente da AAPIHGU, a líder chacareira Gabriela Camargo, informou que ‘trata-se de um reconhecimento ao trabalho árduo desenvolvido pelas guarnições, faça chuva, faça Sol’.

Para isso, ela considerou para o sucesso da parceria a cessão pelo Associado ‘César da Rondon Flores’ (Linha Afonso Brasil), de um ambiente adequado para que os policiais e equipes usufruam durante o patrulhamento na área.

Numa rápida leitura no histórico de atenção mútua entre o 5º Batalhão de Polícia Militar e os segmentos vinculados à AAPIHGU e afins, a reportagem se deparou com uma longa folha de relevantes serviços prestados às comunidades locais.

Com a otimização desses serviços em anos de parceria de sucesso nesta parte da cidade, desde gestões anteriores, ‘o trabalho foi se agigantando e vem resultando na diminuição dos índices violência, muitas vezes, vinda de fora da região chacareira’, consideravelmente’, disse a Presidente da entidade.

Os chacareiros, segundo informações, entendem que ‘o policiamento comunitário, sim, é de suma importância para garantir a manutenção da política de Segurança Pública e a utilização desse aparato militar justifica maior presença policial na comunidade’

- O que não vinha acontecendo em gestões passadas, arrematou o Conselheiro da entidade, Sirlei Nobre dos Santos, 46.

Um estudo sobre a prática de policiamento comunitário no Brasil, de acordo com anais pesquisados pelo Jornalismo do NEWSRONDÔNIA, ‘considera que a Polícia Comunitária é a essência da atividade policial moderna’. Uma das filosofias de seus fundamentos é a estreita colaboração e o estreito relacionamento entre as pessoas da comunidade e destas para com a Polícia em prol da ordem pública’.

Esse modelo, aponta o mesmo estudo, ‘requer programas permanentes de interação  povo-polícia, programas esses de informação e educação’.

O modelo no Brasil, suas experiências de policiamento comunitário, ganhou o resto do País e Rondônia, na Amazônia, tem lugar de destaque em todas as gestões sob a responsabilidade da Polícia Militar, sobretudo na Zona Leste da cidade, a mais afastada.  

Fonte - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.