Documentário 'Dia de Feira - Do Sertão ao Cai N'água' será lançado na próxima terça-feira, dia 07

Para ela, resgatar a História da Feira do Pescado, surgida ainda nos anos 70, é resgatar o silêncio daqueles feirantes e ribeirinhos que muito contribuíram para o progresso de Porto Velho.
Sábado, 04 de Setembro de 2021 - 16:36

O documentário “Dia de Feira - Do Sertão ao Cai N'água”, da pesquisadora Cecileide Correia Silva, será lançado na terça-feira, 7, às 9 horas, na Feira do Pescado no Cai N'Água, na cidade de Porto Velho, RO. O filme está sendo produzido pela Cantadô Produções, sob o comando da maestrina Sabrynne Senna.

A pesquisadora explica que a ideia inicial era realizar um documentário que pudesse contar um pouco da História de Porto Velho como ponto de partida do mundo chamado “feira”.

“Minha família tem as raízes pautadas pela trilha de feiras, mercados, sacos de farinha, sacos de açúcar, café, e muitos ratos aparecendo no local. Desde criança, fomos acostumadas a rotina de viver o mundo de comércio, pesando feijão ou arroz, ou apenas olhando o que ocorria. Meus pais, analfabetos, sobreviveram graças ao comércio de estivas”, relata Cecileide.

Para ela, resgatar a História da Feira do Pescado, surgida ainda nos anos 70, é resgatar o silêncio daqueles feirantes e ribeirinhos que muito contribuíram para o progresso de Porto Velho. 

“Falar dos primeiros permissionários. Fazer uma linha no tempo e apresentar o hoje, como estão e o que ficou daquela feira. E acima de tudo falar de feira, é falar da minha História, da nossa História, das nossas raízes. É falar de todos”, diz.

Seu Cícero Correia Da Silva e o senhor França (famoso seu Dico), segundo a autora do documentário, foram os primeiros a montar suas tendas sob o forte sol do mês de agosto, na década de 70, à beira do Rio Madeira, quando ocorreu a reforma da feira Modelo.

“A feira cresceu e virou um Mercado, tal como prometido pelo governador Coronel Teixeira. Saindo das tendas e galpões, chegamos à Feira do Pescado a famosa feira do Cai n’agua, inaugurada em 1982, tendo como primeiros permissionários e fundadores Seu Cícero, Seu Dico e Amarildo Sales, afilhado e fiel escudeiro de Cícero, que vive o mundo de feira desde 1972 até hoje.”

Fonte - Assessoria

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.