‘O Estado não está cumprindo a decisão do TJ de contratar profissionais para atuar na educação inclusiva’, afirma Klivia Meireles

O prazo era de 120 dias para que fosse cumprido essa decisão, seja por concurso público ou contrato emergencial, entretanto, o Estado não está cumprindo essa decisão e nem o básico dela.
Terça-Feira, 24 de Agosto de 2021 - 09:21

Na noite de segunda-feira (23) a Presidente do Instituto Cuidar&Desenvolver, Klivia Meireles e Mabel de Almeida, mãe do garoto autista que foi convidado a se retirar da sala de aula em Porto Velho, foram as entrevistadas do programa Informativo News Rondônia, com os apresentadores, Carlos Caldeira e Bruno Eduardo.

O programa iniciou abordando sobre o ocorrido do garoto Gustavo, que tem autismo e foi convidado a se retirar da sala de aula, devido, não ter ninguém que pudesse acompanhá-lo. A mãe, Mabel, disse que foi um dos dias mais difíceis da sua vida, e que ainda não está fácil superar, entretanto, a mesma afirmou que tem que erguer a cabeça e seguir a vida. Mabel disse que o filho e ela visitaram a nova escola, e que o acolhimento foi muito bem feito.

A presidente do Instituto Cuidar&Desenvolver afirmou que em fevereiro houve uma decisão do Tribunal de Justiça obrigando o estado a contratar profissionais a trabalhar na educação inclusiva. O prazo era de 120 dias para que fosse cumprido essa decisão, seja por concurso público ou contrato emergencial, entretanto, o Estado não está cumprindo essa decisão e nem o básico dela.

Mabel disse ainda que tem contato com outras mães que tem filhos autista e que é essencial essa comunicação entre elas, para assim terem conhecimento de qual local de ensino é melhor para um filho especial em Porto Velho.

Veja o programa na íntegra:

Fonte - 20 - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.