‘Faltam profissionais que trabalhem com autista em nosso estado’, afirma secretário de educação, Suamy Vivecananda

O secretário disse que faltam profissionais nas escolas que cuidem e deem suporte aos alunos especiais.
Terça-Feira, 17 de Agosto de 2021 - 10:38

Na noite de segunda-feira (16) o secretário de educação do estado de Rondônia, Suamy Vivecananda Lacerda, foi o entrevistado do programa Informativo News Rondônia, com as apresentações de Carlos Caldeira e Bruno Eduardo.

O programa iniciou abordando sobre o garoto autista, de 9 anos de idade, que foi convidado a se retirar da sala de aula, devido, não ter um profissional que pudesse acompanhar a criança. A mãe que foi buscar o garoto, fez um vídeo chorando e indignada pela situação. O vídeo viralizou nas redes sociais.

O secretário afirmou que o espectro autista está crescendo no mundo e que esse ocorrido deverá ser apurado pelo conselho estadual de educação após uma visita na escola, para em seguida trazer esclarecimentos do outro lado da história. Suamy disse ainda que se trata de uma instituição da rede privada de ensino, na categoria filantrópica e que possui também suas dificuldades.

Em seguida foi questionado ao secretário se a SEDUC disponibiliza profissionais a escola, na qual aconteceu o caso do menino autista. Suamy afirmou que a secretaria disponibiliza um conjunto de profissionais, mas a instituição também tem seus empregados. Entretanto, não é só porque há convênio entre as partes, que a SEDUC poderá interferir na instituição.

Suamy que o projeto de ação para o retorno das aulas presenciais no estado de Rondônia está sendo feito com muita cautela e segurança, na qual, as escolas estão tendo álcool em gel, líquido e uso de máscara. Em questão da falta de merenda em algumas escolas, o secretário afirmou que ocorreu esse problema, devido, a preços, mas que essa questão está sendo resolvido pela secretaria.

O secretário disse que faltam profissionais nas escolas que cuidem e deem suporte aos alunos especiais. Além disso, o mesmo afirma ainda que precisam de pessoas que gostem de exercer esse tipo de trabalho, pois somente assim que haverá inclusão nas escolas, nos municípios e nos estados do Brasil. Entretanto, não se faz uma revolução dessas de uma hora para outra, diz Suamy.

Veja o programa na íntegra: 

Fonte - 20 - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.