O exemplo de determinação da egressa da UNIRON

Isabele afirma que tinha absoluta certeza que conseguiria se formar.
Sexta-Feira, 13 de Agosto de 2021 - 17:31

No dia 29 de julho, a UNIRON realizou a colação de grau do curso de Bacharelado em Enfermagem. O evento aconteceu a partir das 18h, no auditório da Unidade II – Shopping.

Apesar das restrições sanitárias, a cerimônia foi marcada por muita emoção, principalmente porque a UNIRON dedicou aquela noite à então formanda Isabele Cristina Mascarenhas Costa.

Isabele formou-se aos 31 anos, para a alegria do esposo Anderson e da filha Adriele. A Bacharel em Enfermagem, quando cursava o 6º período, foi diagnosticada com câncer. Por uma coincidência, na ocasião, estudava em uma das disciplinas sobre oncologia. Apesar do momento delicado que passou, faz questão de agradecer o apoio das amigas e colegas de curso, Michelle, Maria, Gisele, Thainá, Thais e Gabriela, além dos docentes, que lhe ajudaram muito.

Com o apoio dos amigos, somado a energia que recebeu dos familiares, decidiu continuar. Aliás, faz questão de mencionar o marido, que muitas vezes de moto, fazia várias viagens, indo trabalhar, deixar a filha na escola e ainda levar a futura Bacharel para a faculdade.

Em seguida, veio a pandemia, o que aumentou a preocupação dos amigos e familiares com a sua saúde. Com a modalidade online, pode continuar seus estudos, o que foi bom, pois iniciava ali, mais um desafio. O câncer evoluiu e já estava no fígado, o que fez com que precisasse iniciar as quimioterapias, em agosto de 2020, teve que tirar seus cabelos.

Cristina, mesmo entre dores e enjôos, fraquezas e indisposições, estudava pela plataforma e insistia em continuar. Conforme afirma, “em nenhum momento passou pela minha cabeça, desistir da vida, desistir do curso, eu tinha a absoluta certeza que eu conseguiria me formar”.

O passo seguinte, na UNIRON, foi cursar a disciplina de Estágio Supervisionado I, na clínica de Enfermagem da Instituição, onde teve todo o cuidado por parte dos colegas e Professores.

Na sequência, Estágio Supervisionado ll, onde mais uma vez decidiu que precisava continuar. Desta vez foi atuar no call center municipal onde suas coordenadoras decidiram lhe resguardar. Mesmo estando ciente dos riscos, a obstinada jovem definiu que iria seguir em frente.

Também atuou na campanha de vacinação, onde precisou repor um estágio e se apaixonou pelo ambiente de alegria e esperança. Hoje, lembra com entusiasmo, “insistentemente pedi para minha coordenadora mudar todos os meus estágios para lá e ela, apesar de preocupada, acabou deixando ir, pois viu que me fez bem”.

Ao final deste estágio, recebeu a notícia que a doença avançou e precisou retomar as quimioterapias. Para quem pensa que os desafios acabaram, se engana. Na noite da colação de grau, em meio a dores e indisposição, decidiu participar do evento. Segundo ela afirma emocionada, “formei e foi lindo, muito gratificante em receber meu canudo e ainda a homenagem do diretor”.

“Eu sou a primeira filha(neta), graduada da minha mãe. Eu precisava continuar, superar os limites, superar o medo, quando eu não conseguia levantar, eu ia me arrastando (sentido figurado) porque entendo que nessa vida somos soldados em uma batalha diária e com a força de Deus e por ele ter me carregado no colo, eu consegui”, relata Mascarenhas.

Como se não bastasse a dedicação e a superação de desafios na academia e na vida pessoal, ela ainda escreveu em parceria com suas amigas, 3 artigos, todos ligados à sua área de formação. Acesse os links e confira: link, link, link.

Por último, Costa, deixa uma linda mensagem, “à você que tem um sonho, não desista dele, o segredo é continuar, ignorar a dor e ir à luta, o que você não puder fazer, Deus te ajuda, mas o que você pode fazer é você que tem que fazer. Esobre minha condição hoje, saibam, as circunstâncias não alteram o tamanho de Deus. Se ele fizer é Deus, e se não fizer, continuará sendo Deus. Infelizmente a morte é um processo difícil que a gente precisa passar para encontrar com nosso Pai celestial e voltar para nossa casa, mas saiba que isso não acontecerá enquanto você tiver um propósito, uma missão aqui nessa terra e a minha ainda não acabou. Obrigada”.

A UNIRON, através da Direção, Coordenação e Professores do curso de Enfermagem, parabeniza a Isabele, pela sua linda história de superação e deseja que Deus lhe permita usufruir do conhecimento adquirido por longos anos, e sua história sirva de inspiração para outras pessoas.

Fonte - NewsRondonia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.