ESTUPRO - Mãe dava anticoncepcionais para filha não engravidar do padrasto

A vítima era estuprada desde os 10 anos de idade
Terça-Feira, 10 de Agosto de 2021 - 19:03

Um homem foi preso por violentar a enteada reiteradamente por 4 anos com o consentimento da mãe da vítima, que ainda comprava contraceptivos para que a adolescente não ficasse grávida do companheiro. O caso ocorreu em Caruaru (PE).

Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão contra ele e a mãe da jovem na última sexta-feira, 6. A denúncia foi feita na semana anterior.

O casal confessou o crime de estupro. A mãe foi levada à Colônia Penal Feminina de Buíque e o padrasto para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza.

Os nomes não foram divulgados para preservar a identidade da vítima.

Diariamente, crianças e adolescentes são expostos à violência sexual. Até abril de 2019, o Disque 100 recebeu mais de 4 mil denúncias de abuso infantil em todo o Brasil. Há algumas formas de denunciar casos de violência sexual a menores de idade:

Disque 100

Como nos casos de racismo, homofobia e outras violações de direitos humanos, qualquer cidadão pode fazer uma denúncia anônima sobre casos abuso infantil pelo Disque 100. A denúncia será analisada e encaminhada aos órgãos de proteção, defesa e responsabilização em direitos humanos, respeitando as competências de cada órgão.

Aplicativo Proteja Brasil

Depois de instalar o aplicativo gratuito em seu celular, o usuário rapidinho, respondendo um formulário simples, registra a denúncia, a qual será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia.

Ouvidoria Online

O usuário preenche o formulário disponível aqui e registra a denúncia, a qual também será recebida pela mesma central de atendimento do Disque 100. Se quiser acompanhar a denúncia, basta ligar para o Disque 100 e fornecer dados da denúncia.

Fonte - catracalivre

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.