Na guerra à pandemia, SESAU e prefeitura de Porto Velho não se entendem sobre números da vacinação

O prefeito e o titular da pasta estadual da saúde estão em rota de colisão há muito tempo
Quinta-Feira, 05 de Agosto de 2021 - 08:19

Não deu outra! Em plena pandemia, quando mais os órgãos públicos deveriam estar unidos, na luta comum contra o vírus, as questões políticas invadiram também essa área sensível, confrontando o Governo do Estado e a Prefeitura de Porto Velho, assim como vai acabar envolvendo na confusão outras prefeituras rondonienses. O caso já vinha andando no fio da lâmina há muito tempo. Críticas da Secretaria de Saúde à lentidão com que municípios vinham aplicando as vacinas – porque havia mesmo grande atraso em várias cidades – começaram a levar o tema para o lado da política. O governador Marcos Rocha e o prefeito Hildon Chaves, aliás, não se falavam há longo tempo. Ensaiaram uma reconciliação no caso das obras da nova Rodoviária da Capital. Dias depois, o confronto governo estadual e Prefeitura da Capital voltou. Com força. No início desta semana, o secretário Fernando Máximo reclamou, publicamente, que as Prefeituras estavam aplicando a primeira dose da vacina para públicos de idades mais baixas, esquecendo-se de priorizar a segunda dose dos imunizantes, para que, com ela, a população beneficiada ficasse, finalmente, completamente segura contra o vírus. Para comprovar, a Sesau divulgou um relatório, afirmando serem números oficiais do Ministério da Saúde, mostrando que, em dez cidades rondonienses, pelo menos 146 mil segundas doses que já deveriam ter sido aplicadas, não o foram. Destas, 76 mil seriam de Porto Velho. Pra que? Na manhã da quarta-feira, o prefeito Hildon Chaves, ao lado de sua secretária da saúde, Eliana Pasini, foi às redes sociais, fazendo uma Live com duro protesto contra o secretário Máximo e afirmando que os números apresentados pela Sesau são mentirosos. Para ele, há apenas vacinas da segunda dose para serem aplicadas nas datas agendadas.

O prefeito e o titular da pasta estadual da saúde estão em rota de colisão há muito tempo. Máximo, que tem feito um bom trabalho à frente da Sesau, primeiro criticou o atraso na vacinação, enquanto o Estado distribuía as doses em tempo recorde. Mais recentemente, se voltou contra a não prioridade à segunda dose. Hildon tem corrido às redes sociais e à mídia, para destacar, com razão, o que chama de "excelente trabalho" que toda a sua equipe da saúde vem realizando na imunização dos porto velhenses. Ambos estão certos em alguns pontos de vista, defendendo o que acreditam ser o correto. O problema todo é que esse tipo de confronto não leva a nada. Não ajuda a população. Não prioriza o cidadão e a cidadã, que deveriam estar muito à frente dessas questões políticas. Afinal de contas, 2022 ainda está longe, mas o vírus está aqui, entre nós e ainda vai permanecer muito tempo. O que se espera é que essa confusão toda não afete o resultado final da guerra à pandemia. É ela a grande inimiga. A disputa política? Só depois que acabarmos com o vírus!

PODEM ROMPER ACORDO COM MARCOS ROGÉRIO E LANÇAR HILDON

Por falar em política, os tucanos rondonienses estão se mexendo sim. E provavelmente vão acabar rompendo o acordo com o senador Marcos Rogério, a quem estariam muito propensos a apoiar na disputa pelo governo no ano que vem. E a decisão vem de cima. O diretório nacional do partido, presidido hoje por Bruno Araújo, um pernambucano com longa carreira política, mas que não é um nome reconhecido em todo o país, está exigindo que os tucanos tenham candidatura própria em todos os Estados. Como há ainda longo tempo e a decisão pode ser revertida, não se definiu ainda como agirá o ninho tucano rondoniense. Mas se não tiver escolha e for de nome próprio, aí sim não há qualquer dúvida de que o mais cotado para entrar na briga será o prefeito Hildon Chaves. Expedito Júnior, outro que poderia ser cotado, até porque sempre tem excelente votação em todas as eleições que disputa, está de saída da sigla. Será candidato ao Senado pelo PSD. Mariana Carvalho não sonha, agora, com o Palácio do Governo. Quer o terceiro mandato à Câmara Federal. Maurício Carvalho, o jovem vice-prefeito, tem como principal projeto ser Prefeito por dois anos, quando Hildon sair para concorrer. Então, caso a decisão nacional do PSDB se mantenha, será mesmo Hildon o nome tucano para 22.

UM SEXTETO PESO PESADO JÁ ESTÁ PRONTO PARA ENTRAR NA BRIGA PELO PODER

Neste raciocínio, até agora, porque muito mais nomes vão surgir, teríamos então as pré-candidaturas de Hildon Chaves, que viria muito forte; de Marcos Rocha, que vai à reeleição, com boas chances; de Marcos Rogério, nome dos mais pesados e que entra na disputa com possibilidades reais, mesmo sem apoio dos tucanos; Ivo Cassol, o homem do chapéu sempre bom de voto, que ainda depende de decisão judicial; Léo Moraes, que tem se esforçado para se postar como principal opositor ao Governo Rocha e que está em campanha, além de Confúcio Moura, que também anda com o pé na estrada, pronto para entrar na batalha, querendo voltar ao poder estadual. Já seria um sexteto, com nomes entre os maiores pesos-pesados da política do nosso Estado, fardados para entrarem em campo. Um, almejando ficar onde está, sentado na cadeira de Governador do Estado. Os outros cinco querendo defenestrá-lo do poder, tomando seu posto. Tudo ainda é muito cedo para decisões definitivas. Mas é bom dizer, para que ninguém que conhece um pouco desse mundo da política possa passar por ingênuo, que nos bastidores a campanha para o Governo já está fervendo.

REBECA, SÍMBOLO DE UM BRASIL VITORIOSO NA OLIMPÍADA DE TÓQUIO

Claro que a falta da vibração do público, do som estridente dos estádios, do grito das massas, tira bastante o brilho da Olimpíada de Tóquio. Mas, vendo –se apenas pela disputa esportiva, ela não poderia ser melhor. Inclusive para o Brasil, que já tem garantidas pelo menos 17 medalhas (até a quarta, tínhamos quatro de ouro), com alguns dos nossos atletas conseguindo performances espetaculares. Entre todos, é preciso aplaudir de pé a jovem Rebeca Andrade, um espetáculo de alegria e talento, que volta com um ouro e uma prata na ginástica, onde nunca tínhamos subido ao pódio, em Olimpíadas. Vencemos também no skate, no surf e na vela, vitórias muito boas, mas não podemos esquecer da baiana Ana Marcela Cunha, que venceu de forma espetacular a maratona aquática. Ainda podemos ganhar ouro no futebol e em outros esportes e batermos o recorde das 20 medalhas da última Olimpíada. O Brasil, no geral, está fazendo bonito em Tóquio.

INCÊNDIO NO ESPAÇO ALTERNATIVO: IBAMA APAGA FOGO, MAS INCENDIÁRIOS VOLTAM

É crime. Raramente alguém é preso em flagrante. Mas os responsáveis pelas queimadas em Rondônia e principalmente Porto Velho, continuam agindo todos os dias, sempre impunemente. Não respeitam nada e nem ninguém. Não respeitam locais onde a preservação é necessária e nem pontos onde a comunidade se encontra, como o Espaço Alternativo. As esquipes de combate ao fogo não conseguem dar conta. Nesta terça, por exemplo, alguém começou um grande incêndio na mata da área da Aeronáutica, próximo onde seria implantado o novo estacionamento para quem frequenta o Espaço Alternativo. Equipes do Ibama conseguiram debelar as chamas, que já atingiam vários pontos. Menos de 24 horas depois, os bombeiros do Ibama tiveram que voltar ao local. Novamente um incêndio criminoso foi iniciado, no mesmo lugar onde eles já tinham atuado um dia antes. A irresponsabilidade é imensa. Na área da Aeronáutica, próxima ao aeroporto, o que surpreende é que não há nenhuma fiscalização. Incêndios criminosos são praticados em vários pontos da Capital e nos distritos. Como não adianta orientação e pedidos de respeito ao meio ambiente, tem que se usar o peso da lei. Senão, que não se perca tempo com campanhas educativas, que trazem resultado zero em relação a esses meliantes.

AULAS PRESENCIAIS EM RONDÔNIA CONFIRMADAS PARA DIA 9 E NA CAPITAL DIA 16

As aulas presenciais já voltaram em dez estados e começam, a partir desta próxima semana, em pelo menos outros dez. Em Rondônia, o retorno será na próxima segunda-feira, dia 9 e, também está confirmado, o ensino municipal em Porto Velho recomeça na outra segunda. Já haviam retornado às aulas presenciais, até esta quarta, as escolas públicas estaduais do Amazonas, Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins. No Distrito Federal e em outros dez estados, tudo volta, sempre com os extremos cuidados e aos poucos, como em Rondônia. Em nenhum dos Estados, com exceção do nosso, o sindicato dos professores inventou alguma coisa parecida com a excrescência chamada "Greve Sanitária"!. Aqui, a Seduc ignorou a decisão e confirmou as aulas para a data já agendada. Na Capital, ocorre o mesmo. A competente secretária Gláucia Negreiros, da Semed, confirmou a volta presencial, também aos poucos e com toda a segurança sanitária, para dia 16. Nesta terça, uma reunião com 209 diretores e vice-diretores de todas as escolas de Porto Velho, acertou os últimos detalhes para o retorno. Enfim, a não ser a meia dúzia de membros do Sintero, que ainda acha que tem o poder de paralisar o futuro, em nosso Estado, todos estão prontos para a volta.

SUSPEITO DE SER ANALFABETO PODE PERDER MANDATO EM CEREJEIRAS

O vereador Wilson Pereira Silva, conhecido como Pezão, um dos nove vereadores eleitos em Cerejeiras, terá que fazer um teste para provar que não é analfabeto. Só agora, em seu terceiro mandato, o Judiciário determinou que o edil, que a cada eleição apresentou uma documentação diferente, hoje sob suspeita, para provar escolaridade, é que a ação proposta pelo Ministério Público Federal terá uma decisão definitiva, já que em outras ocasiões, os documentos apresentados foram considerados válidos. Agora, o juiz Clênio Amorim, do Tribunal Regional Eleitoral, determinou que o vereador seja submetido a um teste de alfabetização, para provar que não é analfabeto. Caso não consiga comprovar que sabe um mínimo do ler e escrever, o membro da Câmara de Vereadores terá seu mandato cassado.  Embora, desde a Constituição de 1988 os analfabetos possam votar, ela prevê que o analfabetismo é causa de inelegibilidade. Ou seja, o analfabeto não pode ser candidato a um cargo eletivo. Em poucos dias se saberá se é ou não o caso do edil de Cerejeiras, uma cidade que está chegando aos 17 mil habitantes.

SAI DE PRESÍDIO CARTA AMEAÇANDO DIRETOR E AGENTES PENITENCIÁRIOS

As facções criminosos que dominam os presídios, de vez em quando emitem ordens para os membros da "família" fora dos presídios, ameaçando agentes penitenciários e policiais que, muitas vezes são vítimas de tentativas de assassinato, quando não mortos por ordens vindas da cadeia. Nesta semana, aconteceu de novo. Lideranças dos bandidos presos no Presídio 603 de Porto Velho, distribuíram carta com um "Salve" contra o diretor daquela casa de detenção e agentes, não só daquela cadeia, mas de outras também. A carta cita nominalmente as autoridades que devem ser atacadas, incluindo o diretor do presídio. Com linguajar chulo e, claro, num texto confuso, os líderes de uma das organizações criminosas convocam seus aliados principalmente da área do conjunto "Morar Bem", para que deem uma resposta aos agentes da penitenciária. Sem dar detalhes, o texto afirma que só dando esse tipo de resposta, vão melhorar as condições para os presos, no 603, o mais novo presídio da Capital. O sistema prisional brasileiro, que permite que a bandidagem comande o crime do lado de fora das cadeias, é mais uma vergonha que a legislação feita para proteger criminosos tem feito contra o Brasil. Espera-se reação das autoridades, antes que os bandidos consigam cumprir suas ameaças.

ESTADO RECEBE MAIS DE 61.910 VACINAS. JÁ BATEMOS EM 1 MILHÃO E 300 MIL DOSES

Entre a quarta e a quinta-feiras, Rondônia vai receber nada menos do que 61.910 doses de vacinas. Nesta quarta, chegaram 11.600 Coronavac. Na quinta, desembarcaram no aeroporto Jorge Teixeira, outras 50.310 Pfizer. Com isso, estão garantidas imunizações com duas doses de nada menos do que 31 mil rondonienses, aproximadamente. Até a quarta de manhã, os números oficiais apontavam que já tínhamos recebido nada menos do que 1.257.288 doses. Com a chegada desses novos dois lotes, esse total sobe para 1.319.198 vacinas enviadas pelo Ministério da Saúde, a maior parte delas no último mês. Na terça-feira, batemos mais de 1 milhão de doses já aplicadas e, obviamente, há ainda muitas vacinas para serem aplicadas na segunda dose. Os números do Boletim 501, da terça, informavam que 747.923 rondonienses já receberam a primeira dose e outros 261.102 tiveram completada a imunização. Rondônia melhorou muito seus índices de aplicação das vacinas, nas últimas semanas. Há ainda algumas Prefeituras atrasadas, mas, no geral, estamos indo bem. As quase 62 mil doses devem chegar aos municípios até amanhã.

PERGUNTINHA

Você concorda ou discorda com a decisão da Secretaria de Trânsito de Porto Velho em implantar radares de controle de velocidade em algumas ruas da cidade?

Fonte - 010 - sergio pires

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.