'Há possibilidade de que a falsa médica tenha apresentado documentos pessoais falsos', afirma Presidente do Cremero, Dr. Robinson Machado

Se caso ela tenha apresentado documentos pessoais falsos, será mais difícil encontrar a falsa médica, em vista, que a mesma fugiu de Rondônia.
Sexta-Feira, 30 de Julho de 2021 - 09:17

Na noite de quinta-feira (29) o Presidente do Cremero, Dr. Robinson Machado, foi o entrevistado do programa Informativo News Rondônia, com as apresentações de Carlos Caldeira e Bruno Eduardo.

O programa iniciou abordando sobre a falsa médica que estava trabalhando na capital do Estado, na qual o presidente disse que foi uma descoberta de rotina de fiscalização do Cremero, que teve início em abril e foi constatado que a médica não tinha CRM da localidade que ela morava, que era na Bahia.

O Cremero entrou em contato com conselho do estado baiano e viu que a mulher tinha processo na Polícia Federal por apresentar documentos falsos, por ter colocado apresentado documentos de universidade que nunca cursou e que a mesma iniciou curso de medicina, mas trancou antes do período de estágio. Estima-se que ela cursou até o quarto período.

A falsa médica trabalhou durante três meses em Porto Velho até ser descoberta. Após isso, a mesma foi chamada para prestar esclarecimentos, órgãos públicos colocaram queixa de crime contra a mulher, a mesma não seria presa, ficaria em liberdade, mas estava proibida de deixar a capital do Estado. Entretanto, a falsa médica fugiu de Rondônia e seu paradeiro é desconhecido.

De acordo com informações, é possível que até os documentos pessoais apresentados pela falsa médica sejam falsos, fazendo com que as investigações para encontrá-la seja muito mais complicado.

Após as fiscalizações do Cremero, foi descoberto também que 25 médicos estão trabalhando de forma irregular no estado de Rondônia. O presidente afirmou que no último edital de convocação da SESAU, foram convocados 45 médicos para se apresentar, na qual 20 tinham CRM do conselho de Medicina, porém, 25 irregulares. Diante disso foi feito uma fiscalização, onde foi descoberto que dois tinham CRM provisório de Mato Grosso e os outros 23 não tinham CRM.

Confira o programa na íntegra:

Fonte - 20 - News Rondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.