A orquídea sagrada

Obra romanceada de Monica Koren fala sobre ter a coragem de ser você mesmo
Quinta-Feira, 22 de Julho de 2021 - 15:55

A autobiografia romanceada “A orquídea sagrada” está repleta de temas essenciais ao desenvolvimento humano.

Nessa obra, a autora Monica Koren passa pelas questões existenciais da personagem Judith, uma mulher forte e, ao mesmo tempo, sensível que faz um verdadeiro balanço de sua vida. A obra inicia na fase adulta, quando Judith resolve tirar algum tempo para si, em uma viagem sozinha. Longe dos filhos e do marido, ela se vê em um encontro consigo, passa pela infância e entende o significado que a família teve em sua formação pessoal.

Nesse percurso, ao se autoanalisar, descobre como as relações familiares podem sufocar e até desviar os indivíduos dos próprios sonhos. E ainda compreende a importância do encontro e da escolha do parceiro certo, da verdadeira alma gêmea, para a felicidade a dois e, quiçá, do núcleo familiar.

Por meio dessa figura feminina central, a autora desenvolve todo um enredo e transmite ensinamentos da Kaballah, indo muito além do romance, trabalhando conceitos como propósito da alma, preconceito social, autossuficiência e espiritualidade.  

Aprecie os capítulos dessa obra, lançada pela Literare Books International, como o florescer de uma orquídea e reflita sobre seus ensinamentos para um viver com propósito alinhado com sua alma, pois como a própria autora enfatiza, “não é sobre ser diferente, é sobre ter a coragem de ser você mesmo”.

Sobre a autora

Monica Koren – Formada em Administração de Empresas, com especialização em Finanças. Atuou no merca do financeiro, na área de saúde, e no terceiro setor por 23 anos. Estudou Kaballah e começou a lecionar espiritualidade em 2017. Todo o seu trabalho, com terapias alternativas, óleos essenciais e espiritualidade feminina, busca uma visão mais sistêmica do indivíduo.

Fonte - 010 - Débora Luz

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.