Bancários e cooperativários com idade acima dos 18 anos já podem se vacinar em Porto Velho

Com os cadastros desses trabalhadores, a Semusa vai poder programar a inclusão deles nas ações.
Quarta-Feira, 21 de Julho de 2021 - 11:16

Os bancários e trabalhadores das cooperativas de crédito da capital já podem se vacinar, confirmou a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) nesta terça-feira (20/7), em matéria publicada no site oficial da Prefeitura de Porto Velho.

A confirmação atende a um pedido do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO), que enviou ofício ao Executivo municipal reivindicando a inclusão destes trabalhadores na prioridade para a vacinação contra a covid-19, conforme determina o informe técnico emitido pelo Ministério da Saúde no dia 14/7.

Apesar de não serem nominados no informe técnico ou nas matérias das prefeituras e secretarias municipais de saúde, os cooperativários podem ficar seguros, pois estão incluídos na prioridade, já que são trabalhadores do ramo financeiro e as autoridades governamentais reconhecem sua profissão como “atividade bancária”.

Para que a vacinação seja garantida, os bancários e cooperativários devem baixar e instalar o aplicativo SASI e fazer seu cadastro. Mas ATENÇÃO: no momento do cadastro, no campo em que se pede a profissão, tanto bancários quanto cooperativários devem selecionar a opção BANCÁRIO, para poder assegurar o reconhecimento - e a consequente triagem - por parte da Gerência de Imunização da Semusa.

"Bancários que se cadastraram, mas não receberam o agendamento, devem refazer o cadastro conforme sua categoria profissional, pois solicitamos a inclusão dessas duas categorias na plataforma. Com os cadastros desses trabalhadores, a Semusa vai poder programar a inclusão deles nas ações. Na última pauta do Plano Nacional de Imunização, duas mil doses foram designadas para esse público (bancários e trabalhadores dos Correios), por isso é importante que o cadastro deles no SASI esteja nessas duas categorias”, destaca Elizeth Gomes, gerente de imunização da Semusa.

Para a presidenta do Sindicato, Ivone Colombo, essa é uma importante conquista para os bancários e cooperativários residentes na capital, onde está concentrado o maior número de trabalhadores do ramo financeiro no Estado.

“E por isso mesmo nos sentimos ainda mais motivados para continuar a cobrança junto aos municípios que ainda não iniciaram a vacinação destes trabalhadores conforme determina o Ministério da Saúde, e dos quais esperamos uma resposta o mais rápido possível. Cada dia sem a vacina no braço é um dia a mais de insegurança na vida dos trabalhadores, e isso precisa acabar já”, avalia Ivone, enfatizando que o Sindicato enviou ofícios para as prefeituras de todos os municípios rondonienses cobrando a inclusão imediata dos bancários e cooperativários nas vacinações municipais.

“O Ministério da Saúde já determinou e garantiu a prioridade a esses trabalhadores, com o informe técnico determinando que 20% do total de doses distribuídas a cada unidade da Federação sejam direcionadas a bancários e trabalhadores dos Correios. Portanto, embora tenhamos consciência da falta de vacinas em alguns momentos, não podemos deixar de cobrar esse direito agora assegurado e, sobretudo, não podemos perder mais vidas”, concluiu a dirigente.

Fonte - 010 - RONDINELI GONZALEZ - DRT 00700 - Assessor de

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.