Apesar da pandemia, número de nascimentos é o menor registrado nos últimos cinco anos em Porto Velho

De janeiro a 30 de junho de 2021, Porto Velho registrou mais mortes por Covid que nascimentos.
Quinta-Feira, 15 de Julho de 2021 - 14:42

De acordo com números da SEMUSA, juntamente com a Prefeitura de Porto Velho, a taxa de natalidade é a menor registrada nos últimos cinco anos nesse mesmo período (janeiro a junho). Os dados demonstram que os números de nascimentos já estavam diminuindo desde 2019.

Segundo a maternidade Municipial Mãe Esperança, teve uma redução de 12% de nascimentos registrados entre 2018 e 2020. Esse número deve continuar caindo em vista que os nascimentos de janeiro a junho deste ano não alcançaram nem metade da quantidade esperada, que seria 3,5 mil crianças. 

Natalidade em Porto Velho

Ano       Número de nascimentos

2017      3.673

2018      3.697

2019      3.391

2020      3.252

2021 (até 30 de junho)1.153

Total      15.166

Para se ter uma ideia, na capital do estado de Rondônia foi registrado mais mortes por Covid-19, do que nascimentos. De janeiro a 30 de junho de 2021, Porto Velho registrou desde o início da pandemia, 6.287 óbitos pelo novo coronavírus, enquanto 2.430 foram nascimentos de crianças na capital.

Nos seis primeiros meses desse ano (2021) os óbitos registrados são maiores do que todo o ano de 2020.

Mortes Covid-19 por Covid-19 em Porto Velho, em 2021

Mês            Quantidade de óbitos

Janeiro     132

Fevereiro  239

Março        548

Abril           309

Maio          133

Junho        59

Total           1420

Imunização de gestantes

No mês de abril de 2021, o Ministério da saúde incluiu as gestantes e mulheres no período de pós-parto no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. De acordo com o painel de vacinação da Prefeitura de Porto Velho, 1.968 grávidas tomaram a primeira dose e apenas 15 a segunda.

Serviços oferecidos para mamães

Em Porto Velho são oferecidos gratuitamente, o acompanhamento em todo período gestacional e pós-parto com profissionais obstetras, enfermeiros, psicólogos, pediatras, fisioterapeutas e nutricionistas, através do Centro Integrado Materno Infantil (CIMI) e o Centro de Referência em Saúde da Mulher (CRSM).

Além disso, também existe um projeto de orientação para o aleitamento materno e doação de leite. Desde maio deste ano, a Prefeitura também distribui de kit enxoval na maternidade municipal.

O CIMI e o CRSM estão localizados ao lado da Maternidade Municipal Mãe Esperança, na Rua Venezuela, bairro Embratel.

Fonte - 20 - News Rondônia/ Com informações da SEMUSA - Pr

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.