Empresários do região do Vale do Jamari têm novas perspectivas com microcrédito do 'Proampe'

O microempresário, Jidevaldo Rodrigues dos Santos, que reside em Ariquemes, foi um dos atendidos pela linha de crédito do programa.
Quinta-Feira, 15 de Julho de 2021 - 08:40

O Governo do Estado de Rondônia, por meio da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura (Sedi) já colhe bons frutos da implantação do Programa de Apoio às Micros e Pequenas Empresas e Empreendedores de Pequenos Negócios do Estado de Rondônia (Proampe), com modelos de negócios que deram certo causando boas perspectivas para o empreendedorismo do rondoniense.

O programa foi instituído no final do ano passado, por meio do Decreto n.º 25.555, de 16 de novembro de 2020, gerando reflexo positivo na vida do pequeno e médio empreendedor, que tem se reerguido e alavancado seus projetos em prejudicados pelos impactos causados pela pandemia. Porém, este novo cenário tem gerado emprego e renda em diversas regiões do Estado, a exemplo do que já acontece nas regiões Madeira-Mamoré, do Vale do Jamari, do Café, da Zona da Mata e Central.

HISTÓRIA DE SUCESSO

O microempresário, Jidevaldo Rodrigues dos Santos, que reside em Ariquemes, foi um dos atendidos pela linha de crédito do programa. Ele conta que começou a empreender em 2020 no ramo de vendas com produtos de cama, mesa e banho. Uma iniciativa ousada, após sair de um emprego em que atuou durante sete anos. Ao lado da esposa, deu início a concretização de um sonho. Mas logo veio a pandemia e com ela novos desafios. Aos poucos foi avançando, divulgando os produtos por meio de aplicativos e levando as peças às casas dos clientes. O negócio já dura um ano e quatro meses.

Com a chegada do “Proampe”, Jidevaldo enxergou uma oportunidade de obter um bom capital de giro e reforçar o estoque dos produtos. “Meu plano foi aprovado e eu já usufruí do benefício para dar uma força no nosso estoque. Esse programa é excelente e chegou no momento oportuno. Espero que o Governo continue com esse programa que só vem agregar com a gente. Como nosso negócio iniciou recentemente, o plano foi aprovado no valor de R$ 10 mil, com taxa de juros muito boa, que coube no nosso orçamento. Já temos recebido um bom retorno com o aumento das vendas”, detalhou.

O microempresário indicou o “Proampe” para outros amigos, afirmando que vale a pena acreditar, uma vez que está beneficiando muitas pessoas. “Um projeto verdadeiro, criado pelo Governo do Estado, uma oportunidade muito boa. Nossa clientela também aumentou de forma significativa. E isso, com certeza, também facilitou para nossos clientes que contam com mais opções de compra dos nossos produtos”, concluiu.

A mesma visão de oportunidade, teve Samuel Gonzaga de Oliveira, que também mora em Ariquemes e administra há dois anos e meio, duas pequenas empresas no ramo de distribuição de bebidas e outra no município de Alto Paraíso. A chegada da pandemia fez com que o empresário começasse a vender o que tinha de estoque. Com isso, viu a necessidade de  manter um capital de giro. Foi então que procurou o “Proampe”, como linha de crédito para o seu negócio.

“Fui contemplado em meados de abril. Um dos motivos que me levou a optar pelo “Proampe”, foi as taxas de juros baixíssimas e a facilidade de conseguir o capital de giro. Eu consegui o crédito de R$15 mil e deu para dar um fôlego a mais na compra dos meus produtos”, explicou Oliveira, afirmando ainda que já indicou o Programa para vários amigos que também precisam alavancar seus negócios.

Em Jaru, a contadora Keila Coelho Castro, possui há dez anos, uma microempresa de contabilidade e também foi contemplada pela linha de crédito do “Proampe”, em maio. Keila conta que iniciou o negócio de forma pequena, mas que depois tomou proporções maiores. Com isso, veio a necessidade de ampliar o escritório. Contudo, precisava investir mais para manter o capital de giro. E foi com esse intuito que buscou a linha de crédito ofertada pelo “Proampe”, do Poder Executivo.

“Uma das coisas que chamou minha atenção foi quanto às taxas de juros que são menores e com o valor que consegui, deu para aumentar a estrutura do escritório, um resultado satisfatório para mim. A crise financeira provocada pela pandemia influenciou bastante, porém, muitas outras empresas abriram, suprindo um pouco o mercado. E apesar desse cenário ainda presente, aproveitei essa oportunidade para investir no meu negócio. O resultado foi a ampliação do negócio e a vinda de mais clientes. Tenho clientes que também foram contemplados. Fico satisfeita com esse programa que veio somar com as empresas, melhorando a economia como um todo”, observou Keila.

SOBRE O “PROAMPE”

O Programa faz parte do Planejamento Estratégico do Governo de Rondônia, que prevê a disponibilidade de R$ 10 milhões em financiamento, com linhas de crédito de baixo custo para atender a este segmento produtivo. A proposta e as demais informações sobre o “Proampe” podem ser obtidas com detalhes no endereço http://www.rondonia.ro.gov.br/governo-de-rondonia-avanca-com-programa-de-microcredito-para-fortalecer-pequenos-negocios-no-estado/. O intuito é promover a economia ao incentivar o fortalecimento de pequenos negócios no Estado.

O programa oferece crédito de até R$ 30 mil para cada beneficiário, tendo como garantia o aval da própria pessoa física e um prazo para pagamento de até 36 parcelas.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.