Mulher adota criança que conheceu há 5 anos em orfanato

Só podemos torcer por essa família linda e dar os parabéns a essa mãe que persistiu!!!
Segunda-Feira, 12 de Julho de 2021 - 11:09

Emile Later finalmente conseguir adotar um menino que ela conheceu em Uganda, há 5 anos, durante uma viagem que fez ao país. Foi amor à primeira vista!

Aos 29 anos, a britânica contou que o filho, Adam, tinha apenas alguns dias de nascido na época. Ela disse que foi um amor tão imediato que mesmo as dificuldades da adoção não foram suficientes para ela desistir do processo.

A história dessa jovem mãe viralizou após uma entrevista dela ao This Morning, um programa de TV britânico. Emile aqueceu nossos corações pela persistência e amor que tem pela criança.

Amor de mãe

Ela decidiu que passaria um tempo viajando porque queria encontrar um sentido para a vida dela.

A jovem, na época com 22 anos, se voluntariou em um orfanato em Uganda, local onde Adam foi deixado após a mãe dele falecer por complicações no parto.

Após alguns dias cuidando de Adam, Emile contou que tinha a certeza de que queria levá-lo para casa. Ela lembra que todos os dias, ao final do turno dela no orfanato, sentia uma dor no peito em ter que se despedir do bebê.

“Mesmo quando ele era bebê, eu sabia que seria muito difícil me despedir, mas não pensava na opção de adotá-lo, só não via isso como uma possibilidade”, contou.

Processo difícil

O processo de adoção de Adam teve algumas complicações, o que impediu Emile de levá-lo para casa há 5 anos.

Ela explicou que a adoção de crianças estrangeiras no Reino Unido leva cerca de 1 ano. “Mas para nós, algo sempre dava errado. Ora era a papelada desaparecida, ora os tribunais cancelando, nomes digitados incorretamente. Era uma coisa atrás da outra”, disse.

“O processo de adoção em Uganda acabou levando três anos e nós ficamos lá quatro anos e meio no total, antes de voltarmos”, contou a mãe, que teve que se mudar de país para não ficar longe de Adam.

A chegada da pandemia de covid-19 atrasou ainda mais o processo. “No dia em que tivemos uma entrevista para obter o passaporte dele, houve o bloqueio e tudo ficou fechado. Isso só trouxe mais atrasos”, relembrou.

Apesar das dificuldades, ela não desistiu e tudo valeu a pena quando os dois pousaram em um aeroporto do Reino Unido e os pais, com quem Adam conversava há anos por chamada de vídeo, foram buscá-los.

“Foi emocionante, eu sonhei com isso por tantos anos. Foi estranho estar realmente acontecendo. Ele se dá muito bem com eles”, comemorou a mãe, que hoje pode contar com a família completa.

Só podemos torcer por essa família linda e dar os parabéns a essa mãe que persistiu!!!

Fonte - 025-sonoticiaboa

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.