Acusado de mentir na CPI, ex-diretor da Saúde recebe voz de prisão de Omar Aziz: Rogério repudia ato

O ex-diretor foi detido e será levado para a polícia legislativa onde prestará inicialmente um depoimento.
Quarta-Feira, 07 de Julho de 2021 - 19:52

O senador de Rondônia, Marcos Rogério (DEM) repudiou hoje (07), via Twitter, a ação do presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga os gastos da pandemia de Covid-19 no Brasil, senador Omar Aziz (PSD-AM), que deu voz de prisão ao ex-diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, por ‘falso testemunho’.

O ex-diretor foi detido e será levado para a polícia legislativa onde prestará inicialmente um depoimento. Ao encerrar a sessão, Omar Aziz, afirmou que não aceitaria que a Comissão virasse “chacota”. Segundo ele, enquanto temos “527 mil mortos”, os “caras [estão] brincando de negociar vacina”.

Após o fato, o senador rondoniense que é líder do Democratas no Senado e vice-líder do Governo no Congresso Nacional, repudiou  o ato de Omar e classificou como “claro abuso de autoridade”.

“Omar Aziz comete claro abuso de autoridade ao pedir a prisão de Roberto Dias. Não foi apontado um único fato concreto para que fosse decretada a sua prisão em flagrante! Absurdo!”, escreveu Rogério.

Já em entrevista, Rogério afirmou que Dias foi preso “por falar sobre fatos, e não narrativas”. “Ele [Aziz] quer que ele fale o que ele quer ouvir. O depoente foi até a CPI para falar sobre fato, não para falar segundo a narrativa, seja do presidente da CPI, seja do relator”, disse e completou: “Isso ofende de maneira clara o artigo 9º da Lei de Abuso de Autoridade. Aqueles que deveriam dar exemplo no trato dão mau exemplo. A CPI estava funcionando no momento que não podia funcionar, de maneira arbitrária e sem fundamento legal”. 

Fonte - NewsRondonia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.