Técnicos da Sedam auxiliam em coleta de dados para fortalecimento da gestão das unidades de conservação ambiental

A proposta da campanha é fortalecer o diálogo em torno das questões ambientais e promover a manutenção do ambiente monitorado.
Quarta-Feira, 07 de Julho de 2021 - 11:23

Uma campanha de monitoramento de coleta de dados in-situ (no local) do monitoramento da biodiversidade foi realizada pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), na Estação Ecológica (Esec) Serra dos Três Irmãos, em Porto Velho. A ação faz parte do programa “Monitora”, criado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), aderido pelo Estado.

A campanha tem o objetivo de mobilizar os moradores da Esec Serra dos Três Irmãos para promover o envolvimento socioambiental e o fortalecimento da gestão das Unidades de Conservação (UC) e a proteção da biodiversidade na Amazônia. Este monitoramento visa avaliar e acompanhar as respostas e adaptações das populações e ecossistemas para as práticas de conservação e aos impactos de fatores externos, como a perda de habitat, as alterações da paisagem e as mudanças climáticas.

A proposta da campanha é fortalecer o diálogo em torno das questões ambientais e promover a manutenção do ambiente monitorado. Além dos técnicos, os extrativistas e pessoas que vivem no entorno das unidades foram capacitados no passado e serão contribuintes com o monitoramento, como destaca o morador e extrativista, Maranhão de Lima. “Eu gosto de poder ajudar a cuidar da nossa reversa, poder cuidar do lugar onde vivo e participar destas atividades, é muito bom”, destacou Maranhão.

O PROGRAMA
O programa Monitora prevê o envolvimento de colaboradores de diferentes perfis e em diferentes etapas. As populações tradicionais residentes dentro, ou no entorno, de UCs, por exemplo, devem representar um dos grupos principais de participantes.

A conservação da biodiversidade vem valorizando cada vez mais as pessoas que atuam em propósito da proteção da natureza. A maneira mais simples de incluir a comunidade em monitoramentos da biodiversidade é durante a coleta de dados, pois estes participantes geralmente vivem nas áreas onde a ação é realizada e, por isso, detêm o conhecimento sobre a biodiversidade local.

A Coordenadoria de Unidades de Conservação (CUC), por meio do Programa Arpa, tem auxiliado no monitoramento  com o planejamento logístico que possibilitou o fornecimento de materiais e a organização das atividades.

A monitora  autônoma Gesiana Miranda destaca que o trabalho realizado pela Sedam é de grande importância para a preservação e a inclusão dos moradores da Serra dos Três Irmãos. “O monitoramento está sempre em evolução e poder trocar experiências com os moradores do entorno foi muito bom, pois eles trazem o conhecimento empírico que faz o trabalho fluir de uma maneira muito boa. A coordenadoria da Sedam tem auxiliado no monitoramento, com o fornecimento e organização de todos os materiais necessários sempre a disposição, para que o coleta de dados ocorra de forma mais eficiente possível”, afirma Gesiana.

Os dados de monitoramento obtidos ao longo da ação servirão para indicar a existência de eventos cíclicos ou mesmo identificar padrões temporais que afetam os biomas ou bacias hidrográficas.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.