RECONHECIMENTO - Cafeicultores são homenageados pela qualidade do café robusta produzido em Cacoal

O café produzido por Demilson Suruí atingiu a nota de 84,67 pontos na última edição do concurso promovido pelo Governo de Rondônia em 2020.
Quarta-Feira, 30 de Junho de 2021 - 16:16

Durante cerimônia realizada nesta quarta-feira (30) pelo Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), na Câmara Municipal de Cacoal, foram entregues placas de Honra ao Mérito aos produtores cacoalenses que se destacaram na última edição do concurso, no total de 21 cafeicultores do município.

A iniciativa busca reconhecer e valorizar a dedicação dos produtores rurais que participaram na 5ª edição do Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia (Concafé) e obtiveram pontuação acima de 80 na classificação do café produzido.

Entre os produtores cacoalenses que se destacaram no 5º Concafé, está o indígena Demilson Oypakomi Suruí. Em sua propriedade, que fica na Aldeia Joaquim, Linha 11, o cafeicultor cultiva aproximadamente três mil pés de robusta amazônico. O café produzido por Demilson Suruí atingiu a nota de 84,67 pontos na última edição do concurso promovido pelo Governo de Rondônia em 2020.

“Receber esta placa é um reconhecimento ao nosso trabalho e mais um incentivo, não só para mim, mas para todo o povo indígena. Isso faz com que a gente queira produzir mais e sempre procurando melhorar o nosso café”, destacou Demilson Surui.

Além dele, em Cacoal, outros dez produtores indígenas foram homenageados pela qualidade do café produzido. “Desde o início do Concafé, o município sempre foi o que mais inscreve amostras no concurso. Já tivemos mais de 50 cafeicultores cacoalenses participando do Concafé”, conta Janderson Dalazen, coordenador de Desenvolvimento da Agropecuária da Seagri.

Dalazen, que também é avaliador de qualidade de café robusta, destaca o avanço na qualidade dos grãos e da bebida em Rondônia. “Na primeira edição do Concafé, apenas três produtores alcançaram nota acima de 80 pontos. Já em 2020, foram 100”, destaca.

Na 5ª edição do Concafé, 214 inscrições foram registradas, de produtores de 30 municípios diferentes do Estado. “Trinta e seis inscritos eram de Cacoal e, destes, 21 tiveram cafés com pontuação acima de 80 e hoje recebem essa homenagem do Governo de Rondônia. São cafés especiais, considerados de altíssima qualidade”, conclui Dalazen.

Acompanhado da esposa Valdicéia, o cafeicultor Aldair Zimirman Schimitz, de 36 anos, também recebeu a placa de Honra ao Mérito. Em sua propriedade, na Linha 14, ele e a esposa cultivam sete mil pés de robusta amazônico. No Concafé 2020, a amostra inscrita pelo casal alcançou 86,25 pontos.

“É uma satisfação muito grande receber essa homenagem. É o reconhecimento do nosso esforço. E para esse ano a gente já está trabalhando para produzir um café ainda melhor. Vamos nos inscrever para o Concafé 2021 e vamos entrar na luta ainda mais fortes”, garantiu o produtor rural que destacou a iniciativa do Governo de Rondônia. “É muito bom quando a gente vê o nosso trabalho sendo valorizado. Isso nos incentiva”.

CONCAFÉ 2021

As inscrições já estão abertas para o 6º Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Café de Rondônia 2021. Todo o regulamento do concurso, bem como as informações pertinentes à 6ª Edição do Concafé estão disponíveis no Portal do Governo de Rondônia.

Neste ano, o Concafé vai reunir os maiores produtores de café robusta do Estado, concorrendo a R$ 346.800,00 (trezentos e quarenta e seis mil e oitocentos reais) em prêmios.  Vale destacar que atualmente, Rondônia é destaque nacional e internacional na produção de café robusta, exportando para Espanha, Itália, Estados Unidos, Taiwan e também para países da Ásia.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.