BR-319 e BR-230 reconstruídas, o grande sonho dos povos do sul do AM, RO e do resto do país

Além de parte da produção agrícola de caráter de subsistência saídos da mesorregião do Rio Purus. Além do pescado.
Segunda-Feira, 28 de Junho de 2021 - 15:34

Humaitá, SUL DO AMAZONAS – É grande a expectativa dos habitantes que integram a tríplice divisa entre os municípios de Canutama, Lábrea e Humaitá, respectivamente, com relação à reconstrução total da BR-319 como pretende as lideranças locais e o presidente Jair Bolsonaro.

O ‘boom econômico’ dos anos 90, quando se podia vir de Manaus à Capital rondoniense (Porto Velho) em cerca de 14 horas por essa rodovia, ‘poderá voltar aos bons tempos de progresso e do desenvolvimento que é interrompido ao menos 2,5 décadas. 

A BR-319 e a Transamazônica são, ainda, consideradas as maiores obras considerada as maiores obras de infraestrutura profunda do Governo Militar nesta parte da Amazônia Ocidental Brasileira, é o que diz o consultor João Roberto L. Soares.  

Com a reconstrução dessa importante e estratégica rodovia, a ligação entre os estados do Amazonas e Rondônia com o resto do País, os negócios com o MERCOSUL e o Caribe, além dos centros grandes financeiros e industriais brasileiros, ‘certamente, serão reativados e deixarão a região mais próxima do mundo’, apontam comerciantes amazonenses.  

Para que isso se concretize, efetivamente, segundo atestou o Jornalismo do NEWSRONDÔNIA, parte de máquinas e equipamentos de patrulhas mecanizadas disponibilizadas pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre) ‘já estão estacionadas em locais estratégicos de Humaitá à espera do sinal verde de Brasília para entrar em ação.  

De acordo com interlocutores da Prefeitura da cidade amazonense, ‘tudo indica que ainda neste verão, máquinas e homens do DNIT já são vistos, com muita intensidade ao longo da BR-319 e em trechos da BR-230, que levam à Lábrea e a Manaus na ligação com Porto Velho, Capital de Rondônia”.

Sobre o assunto, a Reportagem esteve num dos trechos da tripla divisa entre os municípios de Canutama, Lábrea e Humaitá e registrou a movimentação de máquinas operando na drenagem e pavimentação de trechos críticos da BR-230 (Transamazônica) que termina na cidade de Lábrea e dá vazão aos trechos que faz a ligação à malha que leva à Zona Franca de Manaus (ZFM).  

Por essa rodovia federal e seus corredores que vinham nos últimos anos apenas sendo subutilizados apenas numa única estação (Verão Amazônico), são transportados hortifrutigranjeiros importados do Sul, Sudeste, Centro Oeste e Nordeste brasileiro até Manaus. Além de parte da produção agrícola de caráter de subsistência saídos da mesorregião do Rio Purus. Além do pescado.  

O possível renascimento das BR-319 e BR-230, uma promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro, no afã de aumentar o poder de fogo ogro-negócio nacional e, igualmente, tirando o isolamento geográfico e físico os povos do Sul do Amazonas, ‘o setor empresarial de âmbito regional, também, será oxigenado’, afirma o consultor Lemes Soares.

Por essas duas rodovias (BR-319 e BR-230), produtos da região Sul do Amazonas, de Rondônia e do restante do País, que nas duas décadas e meia só dependiam do sistema de transporte modal por hidrovias (transporte de mercadorias em balsas), será retomado por via terrestre até à Capital amazonense.  

- Em menos tempo e com a vantagem de se ter preços menores com fretes, arrematou o consultor, que fez coro com a inauguração de parte do trecho da BR-319 pelo Presidente Bolsonaro, recentemente.  

Na opinião de parte das lideranças empresariais amazonenses que habitam a mesorregião entre Porto Velho, Humaitá, Canujtama e Lábrea, a retomada do transporte terrestre, com fluxo e refluxo e mercadorias saídas de todo o País, passando por Rondônia à Zona Franca de Manaus (ZFM), MERCOSUL e Caribe, ‘será a realização, mais uma vez, do grande sonho dos povos nativos, de empresários e industriais, praticamente, ainda isolados do restante do Brasil’.  

Fonte - Xico Nery - NewsRondônia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.