Pandemia transformou relação de tutores e pets; entenda como

A maioria dos cuidadores de gatos e cães reconhece os benefícios da convivência ampliada; tendência é aumentar locais pet friendly.
Sabado, 26 de Junho de 2021 - 10:19

Com a pandemia, todas as dinâmicas familiares foram modificadas e, com isso, o dia a dia dos pets também passou a ser outro. Mais tempo dentro de casa propiciou mais convivência e interação com os animais, tornando-os inclusive uma fonte de alegria e apoio durante os momentos difíceis da nova realidade reduzida a quatro paredes.

Ao que tudo indica, esse estreitamento de laços se refletirá em um novo comportamento no futuro, quando a pandemia finalmente acabar: a busca por locais que sejam pet friendly, ou seja, que recebam animais. O Programa Better Citties for Pets™, da Mars Petcare, divulgou relatórios que ajudaram a compreender mais profundamente o comportamento dos tutores durante o ano de 2020 e traduzir os principais benefícios e desafios que foram enfrentados.

Menos tédio, ansiedade e estresse

Dentre os relatórios divulgados pela marca, há dados interessantes que mostram os benefícios do convívio mais próximo entre tutores e pets: 78% dos entrevistados disse que os pets ajudaram a reduzir sintomas de estresse e ansiedade; 75% confirmou que eles diminuem a sensação de tédio e monotonia; 74% afirmou que houve uma redução na depressão durante a pandemia; 30% dos tutores de pets receberam um novo animalzinho para aumentar a família em 2020; e, por fim, 50% dos respondentes afirmaram que um benefício da política de home office foi poder passar mais tempo com seus pets, colocando esse benefício acima de itens como aumento de flexibilidade, menos gastos e mais tempo com a família.

Com a aproximação do momento de retorno aos escritórios, uma grande parcela dos participantes da entrevista (78%)  já tem em mente a preocupação com o fato de terem que deixar seus pets em casa, forçando-os a se readaptar a longos períodos sozinhos.

E, do mesmo modo, 75% dos tutores se preocupam com seus próprios estados emocionais quando for necessário deixar os pets em casa. Apesar de ainda não ser uma possibilidade na vasta maioria dos locais, 2/3 dos trabalhadores gostariam de poder levar seus pets para o escritório se fosse permitido.

Em compensação, durante as atividades de lazer, 50% se sentem confortáveis em levar seus pets em lojas abertas, eventos ou restaurantes com espaços ao ar livre, e 60% afirmou que pretende levar seus pets junto nas próximas viagens.

Fonte - 025-r7

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.