UPA de Jaci-Paraná fez mais de 140 mil atendimentos em um ano de funcionamento

Estrutura moderna e eficiente garante melhores serviços aos moradores do distrito e localidades próximas
Sexta-Feira, 25 de Junho de 2021 - 14:11

Um ano após ter sido inaugurada, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Jaci-Paraná tem resultados que justificam sua instalação. Com cerca de 140 mil atendimentos registrados, o serviço também produz economia de tempo e gastos, pois evita que pacientes tenham que fazer uma viagem de quase 100 quilômetros até as unidades de saúde de Porto Velho.

A importância da UPA de Jaci-Paraná torna-se mais relevante pelo período de crise sanitária provocada pela pandemia de Covid-19, pois concentra o atendimento de urgência no próprio distrito.

Jaci-Paraná é o maior distrito de Porto Velho. Sua população e a do entorno é estimada em 50 mil habitantes.

ATENDIMENTOS

A UPA de Jaci-Paraná também recebe moradores de localidades próximas, como o assentamento Santa Rita e os distritos de Rio Pardo, União Bandeirantes, Nova Mutum e Abunã, além das linhas adjacentes e até dos municípios como Nova Mamoré e Guajará, com suporte durante 24 horas em casos de urgência e emergência, pré-hospitalar (APH), além de contar com ambulância própria.

O atual fluxo é de cerca de 100 pacientes ao dia, que procuram a unidade em busca de exames laboratoriais, de ultrassonografia, de Raio-X, consultas, atendimentos de urgências e emergências em geral e transporte de pacientes.

“A implantação da unidade é um avanço. É a garantia de atendimento de urgência com menor tempo de resposta. Esta UPA é referência para vários distritos de Porto Velho”, explica Francisca Nery, diretora do Departamento de Média e Alta Complexidade da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa).

A equipe da UPA é composta por 90 servidores. A estrutura é baseada na Norma Regulamentadora (NR) e conta com leitos equipados com aparelhos modernos e de alta resolução, local adequado para a destinação de resíduos sólidos, central de gases (oxigênio e ar comprimido) e grupo gerador.

“Antes, atendíamos em uma sala adaptada na Unidade de Saúde da Família do distrito. Não era um local adequado para receber os usuários, desobedecendo as normas de vigilância sanitária. Hoje estamos em uma estrutura perfeita”, destaca a enfermeira Leila Alves de Sá, gerente da UPA de Jaci-Paraná.

Segundo ela, há um grupo gerador que garante segurança aos atendimentos: “Se não tivéssemos esta estrutura no pico da pandemia, provavelmente teríamos perdido muitos pacientes”, avalia.

Fonte - Prefeitura de Porto Velho

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.