Fechamento de rodovias: aqueles que condenavam, agora usam os mesmos métodos dos movimentos sociais

Segundo a legislação vigente, é crime interromper qualquer rodovia, impedindo o direito de locomoção de quem quer que seja.
Sexta-Feira, 25 de Junho de 2021 - 08:05

Antes não podia, agora pode! O fechamento criminoso de rodovias, sejam elas estaduais ou federais, continua se espalhando por Rondônia e por outras regiões do Brasil, sempre impunemente. Pior de tudo é que gente que execrava os chamados movimentos sociais (MST, Atingidos por Barragens, sindicatos ligados à CUT e outros), que cometiam esse escárnio, em passado recente, agora está fazendo exatamente igual. A classe patronal adotou as táticas dos malfeitos daqueles que criticavam. Os maiores gritos, há bem poucos anos, vinham de produtores rurais do Estado, que se esganavam, gritando contra os trabalhadores e outros grupos patrocinados pelo esquerdismo, quando uma via era fechada. Agora, são eles mesmos quem dão o péssimo exemplo! Já fecharam a BR 364 perto de Nova Mamoré e na Ponta do Abunã ,mais de uma vez. Depois, foram os produtores de leite que a fecharam (além de outras rodovias), protestando contra o baixo preço pago pelos laticínios. Agora, são membros do Sindicato Rural de Cujubim, fazendo protesto contra a criação de áreas de preservação. Tudo ilegal, todos cometendo crimes contra o sagrado direito de ir e vir, de quem não tem nada a ver com os problemas deles. E as autoridades, claro, tanto antes como agora, só "dialogam"! Usar a força para que a lei seja cumprida, nem pensar!

Segundo a legislação vigente, é crime interromper qualquer rodovia, impedindo o direito de locomoção de quem quer que seja. Por isso, o artigo quinto da Constituição (essa mesmo que autoridades e o STF fazem questão de ignorar, muitas vezes!) diz em seu artigo 5º, parágrafo 15, que "é livre a locomoção no território nacional em tempo de paz, podendo qualquer pessoa, nos termos da lei, nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens". Também o Código Nacional de Trânsito, desde 1997 prevê que "fica estabelecido o trânsito de qualquer natureza nas vias terrestres do território nacional, abertas à circulação", o mesmo valendo para "vias terrestres urbanas e rurais as ruas, as avenidas, os logradouros, os caminhos, as passagens, as estradas e as rodovias". Nada pode ser fechado ou interrompido. A legislação prevê, inclusive, que "a responsabilidade sobre o fechamento ilegal de rodovias e outras vias, deve recair sobre todos os transgressores que obstruem diretamente as vias públicas de acesso, bem como seus membros organizadores e, ainda, sobre os agentes públicos omissos". Ou seja, todos os dias estamos vendo a lei ser pisoteada, sem que as autoridades tomem as medidas legais para acabar com essa baderna. Afinal, quem manda mesmo são os pequenos grupos que protestam. O resto da população que vá se queixar ao Bispo, mas que procure um que não seja esquerdista, senão não vai adiantar nada!

APLICAMOS 577 MIL VACINAS, DAS 804 MIL QUE CHEGARAM ATÉ A QUARTA-FEIRA

No domingo, dia 13 de junho, os números oficiais da Sesau, no Boletim 450, apontavam que tinham sido aplicadas 338.017 vacinas da primeira dose e 139.785 da segunda dose. Um total de 477.802 vacinas aplicadas até aquela data. Dez dias depois, os números ainda estão bem abaixo do imaginado. Na quarta-feira, dia 24, onze dias depois, o Boletim 460 somava 428.471 da primeira dose e 148.939 da segunda. Ou seja, em mais de um terço do mês, mesmo com a abundância de vacinas, aplicamos apenas 90.454 primeiras doses e 9.154 da segunda, um número ainda baixo, levando-se em conta que já recebemos mais de 804 mil doses de imunizantes até o último final de semana e que os dados se referem aos 52 municípios do Estado. Até a quarta-feira de manhã, tinham sido aplicadas, somando tudo, 577.410 doses. Embora os números relativos à primeira dose tenham melhorado um pouco, os da segunda ainda estão muito aquém do esperado. Como a Prefeitura de Porto Velho garante que imunizou mais de 15 mil pessoas apenas no final da semana, quando esses números caírem nos dados da Sesau e do Ministério da Saúde, certamente melhorará muito a performance da atuação na luta contra o vírus, através de números oficiais.

CHEGAM MAIS TRÊS LOTES, TOTALIZANDO 51.680 NOVAS DOSES PARA RONDÔNIA

Mais três lotes de vacina estão sendo anunciados para chegar em Rondônia entra a quinta e a sexta-feira. Estariam confirmadas as primeiras 10.900 da vacina Jansen, que necessita apenas uma dose para imunizar quem a recebe, embora precise de armazenamento especial e deva ser utilizada o mais rápido possível. Ainda nesta quinta estão previstas mais 24.400 doses da Coronavac, vindas do Instituto Butantan. Por fim, na sexta-feira, outras 16.380 doses da Pfizer. Ou seja, em pouco mais de 24 horas, Rondônia receberá nada menos de 51.680 vacinas. Com o que já chegou no Estado, 804 mil doses, se chegará a 855.680. O número está bem próximo da metade da população estimada de Rondônia, hoje na faixa de 1 milhão e 750 mil pessoas. Em apenas uma semana e meia, graças a pressão das autoridades de governo, de Prefeituras e, principalmente, da bancada federal, o Ministério da Saúde começou a dar, a nós, rondonienses, o tratamento que merecemos, nesse quesito, recebemos cerca de 135 mil doses, o que representa, neste curto período, mais de 15 por cento de tudo o que já tinham nos enviado desde janeiro. Resta agora ao Governo enviar imediatamente todas as doses para os municípios e, aos prefeitos, acelerar a vacinação.

LULA VAI ACABAR CANONIZADO E SÉRGIO MORO TRANSFORMADO EM BANDIDO

Santo! Será transformado em mártir e canonizado. O criminoso sairá ileso? É muito provável que sim, porque neste Brasil da absurda inversão de valores, em que o Supremo Tribunal de Justiça é composto por ministros com clara faceta partidária, alguns pisando e pisoteando a Constituição que juraram defender, o ladrão será salvo e aquele que teve a coragem de condená-lo, será execrado. Por ampla maioria, o STF considerou que o juiz Sérgio Moro foi parcial no julgamento do mega inocente Lula, no vergonhoso caso do tríplex do Guarujá. Uma vergonha para a verdadeira Justiça brasileira, composta em sua ampla maioria por magistrados sérios, imparciais e defensores da plena democracia. E assim, passo a passo, o sistema aparelhado pelo petismo e pela esquerda, apesar de absurda minoria no contexto do povo brasileiro, vai assumindo o comando da Nação. Sem sutileza, arrombando portas, impondo suas ideologia. E ai de quem ficar pelo caminho! É a esquerda do discurso mentiroso e de ações brutais, contra o próprio Congresso, quando deputados incentivaram um pequeno grupo de indígenas a invadirem a Câmara, ferindo pelo menos três pessoas a flechadas, uma delas com gravidade. É isso o que eles querem. E o farão. Com aval da ampla maioria dos militantes políticos do STF. Estamos ferrados!

EM GUERRA CONTRA BANDIDOS QUE INVADEM TERRAS, AMORIM SOFRE INFARTO

Ex-senador, ex-deputado estadual, ex-deputado federal e ex-prefeito de Ariquemes, o septuagenário Ernandes Amorim deu um grande susto em seus familiares, amigos e eleitores de décadas. Acostumado a polêmicas e sempre envolvido nelas até o pescoço, Amorim vive agora, depois de afastado das disputas eleitorais, um momento de grande tensão e, segundo ele, constante perigo. Tem sido, segundo constantes denúncias na mídia, ameaçado de morte por invasores de terras na região de Campo Novo de Rondônia, Governador Jorge Teixeira e Buritis. Lutando tal qual Dom Quixote, de forma solitária, contra os bandidos, fortemente armados e o ameaçando constantemente, Amorim tem denunciado que fez inúmeros pedidos de apoio à polícia e à Justiça, sem qualquer resposta positiva. Nesta semana, quando se preparava para viajar a Brasília, teve um princípio de infarto do miocárdio. Nas redes sociais, ele afirmou estar "enfrentando turbulências diárias, tendo que lutar contra inúmeras injustiças". E se queixou: "ver tantas portas que um dia ajudei a abrir se fecharem para mim, não é uma situação fácil de enfrentar". Ele está se recuperando.

A FORÇA NACIONAL COMEÇOU SUAS AÇÕES COM O PÉ ESQUERDO

Por falar na bandidagem que, disfarçada de sem terras, tem causado pânico e terror nas invasões a propriedades rurais no Estado, a Força Nacional de Segurança, que recém chegou, para combater esses crimes, começou com o pé esquerdo. Num comboio que seguia pela BR 364, na direção de Nova Mamoré e outras áreas, um dos veículos simplesmente ignorou todos os protocolos de segurança e fez uma ultrapassagem totalmente absurda, num local com faixa contínua e perigosa. Bateu de frente num veículo que vinha na mão correta, no que resultou na morte do motorista. Uma morte que poderia ter sido evitada, se o componente da Força Nacional tivesse seguido apenas simples protocolos da legislação do trânsito. Certamente a família da vítima vai acionar o Estado e a União, em busca de uma justa indenização, apesar de que perder um chefe de família, dessa forma irresponsável, se torne uma dor incurável. O que se espera é que o grupo que veio ajudar o Estado cumpra sua missão adequadamente e sem novos incidentes.

O LONGO CURRÍCULO DE SANDRO ROCHA FICOU NO ESQUECIMENTO

Tem que dedicar longo tempo para ler todo o currículo de Sandro Rocha. Com uma longa carreira profissional, ele já ocupou cargos como os de diretor de banco. Dentre outras atividades, foi gerente regional de vendas, diretor e superintendente de grandes instituições durante 20 anos, como Serasa Experian, Unibanco, Banco Cacique, Banco Intermédio, Fininvest. Há dois anos, o então governador eleito do Acre, Gladson Cameli, o convidou para fazer parte da sua equipe. Sandro, que não é um pára-quedista no vizinho Estado, pois tem família por lá, aceitou. Recentemente, Cameli começou a pavimentar seu caminho em busca da reeleição. Fez acordos políticos que envolviam vários cargos para a base aliada. Um deles foi o de Sandro. Nada mais normal num caso de cargo de confiança, não fosse Sandro irmão do governador de Rondônia, Marcos Rocha. A partir daí, algumas notícias e comentários nas redes sociais, sem sequer saberem o que realmente aconteceu e sem ouvir Sandro, por exemplo, começaram a divulgar uma série de inverdades no episódio, apenas pelo parentesco com o governante rondoniense. Sandro ficou chocado, porque sua longa e vitoriosa carreira profissional foi esquecida, por causa de questões políticas. Já convidado para assumir outros compromissos profissionais no Acre, ele lamenta o episódio e a injustiça cometida contra ele e seu irmão.

JAIR MONTES COMEMORA DECISÃO DO STJ DE EXTINÇÃO DE CONDENAÇÃO

Quem andava feliz e comemorando pelos corredores da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira, foi o deputado Jair Montes. Tudo porque, segundo suas palavras, "o STJ reparou um grave erro", ao decidir pela extinção da condenação do parlamentar na chamada Operação Apocalipse. Condenado pela justiça rondoniense e se dizendo grande injustiçado, já que sempre negou qualquer culpa sobre as acusações contra ele, a tese da defesa do deputado, que pediu um Habeas Corpus, alegando prescrição do caso, foi acatada pelo ministro Ribeiro Dantas, relator do processo no STJ. Com isso, está extinta a condenação de Montes. No final do dia, o deputado, que tem tido atuação de destaque na Assembleia e é o atual primeiro secretário da Mesa Diretora, comemorou a decisão, emitindo nota em que agradece Deus, "porque nunca me abandonou" e lamentou: "só eu sei a humilhação que passei!". Acrescentou: "agradeço muito, também à minha família e aos amigos que me apoiaram, assim como agradeço aos meus advogados, Silva Neto, Ricardo Gontijo ambos de Brasília e os de Rondônia, Léo Fachin, Alan Montes, Sérgio e Breno Mendes".

PERGUNTINHA

Qual o crédito que você dá para "pesquisas" que colocavam a popularidade do presidente Bolsonaro em queda total, enquanto a de Lula só cresce?

Fonte - 010 - sergio pires

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.