Menino que teve 65% do corpo queimado ao acender churrasqueira é transferido para Brasília

A aeronave pousou no aeroporto de Brasília às 22h30m da quarta-feira e recebido pela equipe de Bombeiros.
Quinta-Feira, 24 de Junho de 2021 - 15:40

Um menor que teve 65% do corpo queimado ao acender uma churrasqueira em Rio Pardo, Distrito da capital de Rondônia, foi transferido na noite de ontem (23) para um hospital de referência em Brasília (DF). A remoção do paciente de 12 anos que estava internado em um Hospital de Porto Velho para uma unidade de saúde da Regional da Asa Norte, na capital federal, foi realizada por uma equipe do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) em parceria com os Bombeiros do Distrito Federal.

A aeronave pousou no aeroporto de Brasília às 22h30m da quarta-feira e recebido pela equipe de Bombeiros. O paciente foi desembarcado, colocado na ambulância e levado para o Hospital. “O transporte ocorreu devido ao tratamento específico que o paciente irá receber em Brasília, o Hospital tem um centro de atendimento especializado para pacientes com queimaduras, onde são realizados procedimentos, como transplante de pele, cirurgias estéticas ou reparadora e fisioterapia”, informou em publicação a equipe do GOA.

O acidente com o jovem ocorreu no mês de abril. Tudo aconteceu quando ele estava preparando a churrasqueira, na hora do almoço, e colocou no equipamento papel higiênico, óleo, um pouco de álcool líquido e ateou fogo. A mistura dos artigos causou uma explosão e consequentemente atingiu coxas, mãos, barriga e nas nádegas do garoto. De imediato, a família buscou ajuda no hospital de Porto Velho. De lá para cá, o menino seguiu em tratamento rigoroso até ser transferido para Brasília.

Durante esses meses, a família chegou a pedir ajuda da população para custear o tratamento específico, fora do domicílio, orçado em R$ 140 mil reais.

BOMBEIROS ORIENTAM

Os acidentes que ocasionam queimaduras são frequentes e ocorrem de forma térmica, química e elétrica. Por isso, o Corpo de Bombeiros de Rondônia orienta que para cada caso, a vítima ou pessoas mais próximas devem ficar atentas e prosseguir corretamente mediante algumas dicas.

Em caso de queimaduras térmicas, é preciso esfriar o local com água fria; evitar usar gelo; cobrir o ferimento com uma faixa esterilizada ou pano limpo, também remover anéis, cintos, sapatos e roupas antes que o corpo inche; Caso a roupa grude na pele, a orientação é não remover, cortar cuidadosamente e retirar a parte que não grudou. Em caso de queimaduras no rosto, mãos e pés devem ser sempre consideradas sérias e receber imediata atenção médica.

Para queimaduras químicas, é essencial enxaguar a pele por pelo menos 20 minutos em água corrente; remover anéis, cintos, sapatos e roupas; remover a roupa contaminada e evitar que o produto químico se espalhe por outras áreas; Se os olhos forem afetados, lavar em água corrente até que chegue ajuda médica; remover as lentes de contato imediatamente e observar a respiração da vítima, pare o sangue e cubra a queimadura com uma faixa esterilizada ou com um pano limpo.

Por fim, queimaduras elétricas, o procedimento é que não deve tocar na vítima. Desligar a corrente elétrica; Todas as lesões elétricas necessitam de atenção médica. Para todos os casos, nunca use pasta de dente, pomadas, ovo, manteiga, óleo de cozinha ou qualquer outro ingrediente, pois eles podem complicar a queimadura e dificultar o diagnóstico preciso; Nunca aplicar nenhum produto caseiro (sal, açúcar, pó de café); Não aplicar gelo diretamente sobre o local, pois isso pode piorar a queimadura; Evitar também pomadas ou remédios naturais, assim como qualquer medicação que não for prescrita por médicos; Não tocar a área afetada.

Fonte - NewsRondonia

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.