Policial Militar que realizou curso na modalidade à distância não tem direito a recebimento de bolsa de estudo

Participaram da sessão de julgamento os juízes Glodner Luiz Pauletto, Arlen Jose Silva De Souza e Audarzean Santana da Silva
Sexta-Feira, 18 de Junho de 2021 - 10:59

A Turma Recursal de Rondônia, nesta quarta-feira, 16, negou provimento ao recurso interposto por um policial militar que realizou curso de formação de Cabo da Polícia Militar, na modalidade de ensino à distância e ajuizou ação requerendo bolsa de estudo.

O Estado de Rondônia demonstrou que o curso de formação que o autor realizou foi na modalidade de ensino à distância, e, por isso, há expressa proibição legal para tais casos, conforme especificado no Decreto 18168/2013, no qual dispõe: “alunos matriculados em atividades de ensino e instrução ofertadas na modalidade de Educação a Distância não farão jus a bolsas de estudo ou qualquer outra indenização, excetuando-se o direito de eventuais diárias decorrentes de deslocamentos para comparecimento às atividades de ensino presenciais”.

A Turma Recursal de Rondônia decidiu por negar o recurso pois em se tratando de expressa vedação normativa, o policial não faz jus ao recebimento de bolsa de estudo ou qualquer outra quantia tida a título indenizatório pela capacitação realizada, até porque não houve deslocamento do policial, que pode fazer o curso de sua casa.

Fonte - 025-TJRO

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.