Ovos de crocodilo da ‘Era dos Dinossauros’ são encontrados no sítio paleontológico de Presidente Prudente

Área fica localizada entre o Parque Girassóis e o bairro São João e é tombada pelo município. Estimativa é de que fósseis tenham de 70 milhões a 80 milhões de anos.
Sabado, 12 de Junho de 2021 - 10:42

Cerca de 20 ovos fossilizados de crocodilo da “Era dos Dinossauros” foram encontrados no sítio paleontológico de Presidente Prudente (SP). A divulgação foi feita nesta semana pelo paleontólogo Willian Roberto Nava.

O pesquisador informou que os ovos foram descobertos no mês de fevereiro deste ano após análises de rochas que foram retiradas do sítio durante o cercamento do local, no Parque dos Girassóis, que ocorreu no ano de 2020.

As rochas com os fósseis foram levadas para o Museu de Paleontologia de Marília (SP) e somente após análises e estudos é que foi constatado que se tratavam de uma ninhada, de uma espécie não identificada, de um crocodilo da “Era dos Dinossauros”.

Conforme Nava, os ovos são um achado importante para a história e a estimativa é de que os fósseis tenham de 70 milhões a 80 milhões de anos.

O sítio paleontológico

O sítio paleontológico fica localizado entre o Parque dos Girassóis e o bairro São João, em Presidente Prudente.

O local já recebeu pesquisadores dos Estados Unidos e da Argentina e do Museu de Paleontologia de Marília, além de estudantes das universidades federal e estadual do Rio de Janeiro.

O terreno na zona sul de Presidente Prudente abriga fragmentos de história incrustados em suas rochas. Foram eles pequenos fósseis que por anos ficaram “escondidos” e que colocaram a cidade nos holofotes da ciência nacional e internacional.

O espaço foi descoberto há pouco mais de 15 anos e começou a ser explorado. O paleontólogo Willian Roberto Nava contou ao G1 que estava na cidade para outras pesquisas e escavações, quando foi atraído pelas rochas que se afloravam no terreno. Raridades já foram extraídas, como os ossos de aves que viveram no período Cretáceo, a “Era dos Dinossauros”

Por se tratar de um espaço com raros materiais, Nava e companheiros de trabalho da Argentina e dos Estados Unidos pediram a proteção do local à administração pública de Presidente Prudente.

A área foi tombada por meio de um decreto municipal publicado em fevereiro de 2020.

Fonte - 030 - G1

Comentários

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.