News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Domingo, 13 de Junho de 2021

Livre

Paulo Guedes confirma prorrogação do Auxílio Emergencial

De acordo com o ministro da economia, o benefício contará com mais duas ou três parcelas.
Quinta-Feira, 10 de Junho de 2021 - 09:35

O Governo Federal confirmou na última terça-feira, dia 8 de junho, o pagamento de novas parcelas do Auxílio Emergencial em 2021. Nesse sentido, o atual ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que mais duas ou três novas parcelas do benefício deverão ser liberadas a população mais vulnerável que participa do programa. Assim, de acordo com mesmo, a decisão já vem sendo calculada de acordo com todas as leis que regem questões acerca do orçamento público.

Dessa forma, após sofrer forte pressão de parlamentares e da população, o chefe da pasta econômica se declarou a favor da extensão do benefício. Portanto, o auxílio tinha previsão de se encerrar em agosto, com o novo comunicado do governo, deverá contar com mais duas ou três parcelas.

Além disso, segundo Paulo Guedes, a intenção é que o Auxílio Emergencial se prolongue até o mês de outubro. Contudo, o projeto de lei que valida sua implantação pode sofrer edição até dezembro de 2021. 

“Possivelmente nós vamos estender agora o auxílio emergencial por mais dois ou três meses, porque a pandemia está aí “, disse Guedes, durante participação em um evento.

O ministro informou que a extensão do benefício custará aproximadamente R$ 18 bilhões aos cofres públicos. Como, até o momento, houve sobre de R$ 7 bilhões do auxílio, o governo irá necessitar que o Congresso Nacional libera a quantia de R$ 11 bilhões na forma de crédito extraordinário.

De acordo com o Governo Federal, cerca de 67 milhões de cidadãos tiveram acesso as quantias pagas pelo Auxílio Emergencial em 2020. A previsão é que mais de 20 milhões de pessoas recebam o benefício em 2021.

Vacina tem a capacidade de garantir recuperação econômica

Além disso, o ministro também comentou sobre o atual cronograma de vacinação. Desse modo, relatou que toda a população adulta do Brasil deverá estar totalmente vacinada no máximo até setembro.

Sabendo disso, o integrante do governo espera que o mercado de trabalho retorne aquecido e se recupere de todos impactos que a pandemia da Covid-19 causou.

“Os governadores estão dizendo que, em dois ou três meses, a população brasileira adulta vai estar toda vacinada. Então, nós vamos renovar por dois ou três meses o auxílio, e logo depois entra, então, o novo Bolsa Família, já reforçado “, acrescentou o ministro.

De acordo com o ministro, as perspectivas para economia brasileira podem ser classificadas como favoráveis e interessantes. Guedes voltou a afirmar que o Brasil possui a emergia mais limpa do mundo. “É verdade que temos problema com desmatamento ilegal, estamos conscientes”.

Novo Programa Bolsa Família e possíveis alterações nos valores do Auxílio Emergencial

Além disso, o ministro também comentou sobre o atual cronograma de vacinação. Desse modo, relatou que toda a população adulta do Brasil deverá estar totalmente vacinada no máximo até setembro.

Sabendo disso, o integrante do governo espera que o mercado de trabalho retorne aquecido e se recupere de todos impactos que a pandemia da Covid-19 causou.

“Os governadores estão dizendo que, em dois ou três meses, a população brasileira adulta vai estar toda vacinada. Então, nós vamos renovar por dois ou três meses o auxílio, e logo depois entra, então, o novo Bolsa Família, já reforçado “, acrescentou o ministro.

De acordo com o ministro, as perspectivas para economia brasileira podem ser classificadas como favoráveis e interessantes. Guedes voltou a afirmar que o Brasil possui a emergia mais limpa do mundo. “É verdade que temos problema com desmatamento ilegal, estamos conscientes”.

Novo Programa Bolsa Família e possíveis alterações nos valores do Auxílio Emergencial

Contudo, mesmo com as informações positivas Guedes, que se considera um conservador, relata que ainda prefere se conter e esperar outras possíveis reações do mercado. O ministro ressalta, então, que, durante o ano passado, o mercado tinha previsões pessimistas no decorrer da pandemia. Algumas chegavam a falar, inclusive,  em uma queda de até 10%. Assim, no fim de 2020, o PIB nacional acabou apresentando uma retração de cerca de 4,1%. No entanto, de acordo com pesquisa da USP, esse valor poderia ter sido de duas a três vezes maior, não fosse o Auxílio Emergencial.

“Nós acreditamos que, de novo, a democracia brasileira vai surpreender os mais críticos”, afirmou o líder da equipe econômica. Guedes também lembrou que nos primeiros quatro meses de 2021, houve a criação de quase 1 milhão de vagas formais de trabalho, segundo informações coletadas pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Porém, ele não comentou sobre o recorde relacionado 14,7% da taxa de desemprego.

Bolsa cai após anúncio de extensão de Auxílio Emergencial

Após encerrar com recordes de fechamento em seis pregões em sequência, a Bolsa Brasileira (B3), cedeu cerca de 0,76%, pondo fim a um período de oito altas consecutivas.

Ao que parece, a notícia da renovação do Auxílio Emergencial, pelo ministro Paulo Guedes, desagradou o mercado. No câmbio, a decisão teve baixo impacto, reduzindo o valor do dólar em 0,05%.

Integrantes do mercado afirmam que expectativa era de que o benefício emergencial fosse prorrogado por no máximo dois meses. Segundo eles, o retorno do programa gera o retorno de preocupações antigas sobre o cenário fiscal do país, questão que até o momento tinha sido deixada temporariamente de lado.

Fonte - 025-noticiasconcursos

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.