News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Terça-Feira, 22 de Junho de 2021

Livre

'Acolhimento e mediação de conflitos1 é tema de palestra para servidores de Rondônia

O encontro, que ocorreu de forma on-line, fez também uma breve alusão ao Dia do Assistente Social, comemorado em 15 de maio.
Sabado, 15 de Maio de 2021 - 08:37

Com o objetivo de garantir boas relações cotidianas voltadas ao serviço público, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), com a Comissão de Promoção de Bem-Estar e de Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho, realizou uma palestra para servidores estaduais nesta sexta-feira (14), abordando o tema: “Acolhimento e mediação de conflitos”. O encontro, que ocorreu de forma on-line, fez também uma breve alusão ao Dia do Assistente Social, comemorado em 15 de maio.

No início do encontro, o presidente da Comissão, Nadicleiton Soares, destacou a importância de unir várias secretarias e departamentos vinculados ao Executivo Estadual, a fim de discutir um tema que está presente na rotina dos próprios servidores, inclusive trazendo informações mais especializadas quanto à relação em ambiente de trabalho para melhorar o andamento do serviço público em prol da sociedade rondoniense.

A palestra contou com a participação da assistente social, Elizabeth Lucas de Amorim, que logo na abertura, apontou os desafios da profissão em meio à realidade da pandemia do coronavírus, na qual vem impactando a saúde tanto física quanto mental de diversas pessoas. As funções de profissionais do Serviço Social também foram apresentadas diante de situações que ocorrem no dia a dia (a exemplo do âmbito familiar e do ambiente de trabalho), considerando os aspectos econômico e social que compõem seu campo de atuação.

“Devemos saber lidar com as diversas situações ou eventuais problemas que encontramos no cotidiano, observando o contexto do caso que o cerca. Vale lembrar, que este é um dos principais papéis que o assistente social assume quando está a serviço. O fundamental é entender que durante nossas relações que geram conflitos, precisamos buscar um procedimento consciente para  resolver o tipo de problema que nos é exposto”, explica.

Elizabeth, ainda compartilhou suas experiências profissionais com os participantes a respeito da mudança repentina na rotina de homens e mulheres durante o período de isolamento social, a exemplo da inserção do trabalho em home office. Por ser uma medida restritiva para evitar a contaminação do vírus, para alguns trabalhadores o formato de serviço tem refletido muito na falta de qualidade de vida em geral, resultando em baixo rendimento da produção do trabalho.

Outro ponto acrescentado pela assistente social, é que a pandemia tem afetado mentalmente as pessoas que fazem o possível para conviver em um ritmo de vida, hoje, considerado totalmente diferente. “Antes, ouvíamos falar de casos aleatórios de morte por covid-19 de um conhecido. Agora, existem situações em que perdemos membros da nossa família. Todo esse cenário é muito triste e, independente de onde você trabalha, o transtorno emocional acontece e interfere constantemente na qualidade do seu serviço. No entanto, devemos sempre procurar apoio com um especialista para solucionar este problema frequente”, destaca.

Para os próximos encontros, a Comissão de Promoção de Bem-Estar e de Qualidade de Vida no Ambiente de Trabalho da Sepog, vem preparando novas temáticas a serem discutidas exclusivamente com os servidores estaduais. Durante o período pandêmico, na qual é preservado o distanciamento social, as palestras ocorrem de maneira on-line.

Fonte - 010 - SECOM - GOV/RO

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.