News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 21 de Junho de 2021

Livre

Marina Silva e outras entidades condenam tentativa de intimidação do governo Bolsonaro contra lideranças indígenas

Em entrevista a uma rádio de Porto Velho, Almir Suruí reprovou a atitude da instituição.
Quarta-Feira, 05 de Maio de 2021 - 11:51

A ex-ministra do Meio Ambiente, a acriana Marina Silva do partido, (Rede), usou o Twitter para condenar ações do governo Bolsonaro, contra lideranças indígenas. Os líderes das etnias acusam o governo do presidente Jair Bolsonaro de ter agido com omissão e praticado crimes durante a pandemia. Marina, declarou que de forma democrática a sociedade não pode tolerar tentativas de silenciamento que resistem e discordam do que ela classificou de (des)governo autoritário.

As palavras da ex-ministra do Meio Ambiente são para os líderes indígenas Almir Suruí, do povo Suruí, de Rondônia, e Sônia Guajajara, da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib). As lideranças foram intimadas pela Polícia Federal para responder a uma ação movida pela Fundação Nacional do Índio (Funai). O órgão acusa Almir Suruí e Sônia Guajajara de divulgarem supostas fake News contra o governo Bolsonaro.

Na segunda-feira (03), Almir Suruí esteve na delegacia da Polícia Federal em Ji-Paraná (RO), onde solicitou esclarecimento das acusações dirigidas pela Funai contra ele. Em entrevista a uma rádio de Porto Velho, Almir Suruí reprovou a atitude da instituição.

A Apib declarou em nota que vai recorrer das acusações contra os líderes indígenas e defende-los na justiça. Ainda de acordo com a Associação, “os discursos carregados de racismo e ódio do Governo Federal estimulam violações contra nossas comunidades e paralisa as ações do Estado que deveriam promover assistência, proteção e garantias de direitos”, explica a nota.

Fonte - News Rondônia

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.