News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Quarta-Feira, 12 de Maio de 2021

Livre

Ministério da Saúde prevê entregar 34,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 em maio

Governo diz que, neste fim de semana, recebe 4 milhões de doses vinda do Covax Facility.
Sabado, 01 de Maio de 2021 - 11:09

O Brasil deve receber em maio, caso as estimativas sejam concretizadas, 34,5 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, segundo o último cronograma divulgado pelo Ministério da Saúde. A previsão soma doses das vacinas Oxford/Fiocruz, CoronaVac/Butantan, Pfizer/BioNTech e, também, as recebidas pelo consórcio Covax, iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que tem como objetivo garantir um acesso mais igualitário às vacinas.

O documento atualizado na quarta-feira (28) teve um aumento de 2 milhões de doses. A previsão anterior, do dia 24 de abril, indicava a chegada de 32,4 milhões de doses.

De acordo com o Ministério da Saúde, neste fim de semana são esperadas 4 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca compradas via consórcio Covax Facility: serão 220 mil no sábado (1º), e no domingo (2) outras 3,8 milhões de doses.

Segundo o vacinômetro do Ministério da Saúde, desde o começo da campanha de vacinação 59,8 milhões de doses já foram distribuídas aos estados.

Mudanças no cronograma

O Ministério da Saúde voltou a atualizar o cronograma de doses previstas em abril. A última versão, de 19 de março, indicava a chegada de 46,9 milhões de doses. No dia 24 de abril, a pasta divulgou um novo número: 32,4 milhões. Já nesta quarta (28), a quantidade subiu para 34,5 milhões.

No documento, a pasta alerta para as variáveis consideradas: não recebimento dos insumos (o Brasil ainda não fabrica o IFA, ingrediente principal das vacinas), questões logísticas e operacionais dos laboratórios, atraso nas entregas das doses prontas e "aguarda aprovação da Anvisa".

Essa última variável diz respeito às duas vacinas que também constam no cronograma: Covaxin e Sputnik V, que ainda não foram aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. De acordo com o documento, são aguardadas 20 milhões de doses da vacina indiana e 10 milhões de doses da vacina russa.

Doses para os próximos meses

O documento mostra as doses contratadas até o fim do ano. São mais de 500 milhões: 532.912.870 doses, sem contar as 30 milhões da Covaxin e Sputnik V. Na sexta-feira (30), em coletiva da OMS, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse ser "possível garantir" que toda a população brasileira com mais de 18 anos será vacinada até o fim de 2021.

Queiroga citou as doses contratadas previstas no cronograma do governo. "Temos doses suficientes para o segundo semestre, e é possível se garantir que, até o final do ano de 2021, tenhamos nossa população inteiramente vacinada", afirmou.

Fonte - 025-globo.com

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.