News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Segunda-Feira, 17 de Maio de 2021

Livre

Profissionais de saúde continuam sendo imunizados contra a gripe em Porto Velho

Eles fazem parte do grupo prioritário para receber a dose nessa primeira fase da campanha
Quinta-Feira, 29 de Abril de 2021 - 16:46

Ao mesmo tempo em que imuniza a população contra a Covid-19, a Prefeitura de Porto Velho segue cumprindo o calendário da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe), conforme orientação do Ministério da Saúde. O atendimento é feito no Campus 1 da Faculdade Uniron, na avenida Mamoré, bairro Cascalheira.

Até esta sexta-feira (30), são atendidos profissionais de saúde de unidades públicas e particulares. Estes trabalhadores fazem parte do grupo prioritário da campanha.

Nesta etapa são atendidas com a vacina, apenas nas unidades de saúde do município, gestantes, puérperas e crianças de seis meses a seis anos de idade. As doses são aplicadas apenas no período da manhã.

A população indígena, que também faz parte deste grupo, é vacinada exclusivamente pelo Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei).

CUIDADOS

Conforme a enfermeira Oziane Alves, da Divisão de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), é preciso ficar atento quanto ao intervalo de tempo de uma vacina para a outra, já que as doses contra a Influenza estão sendo aplicadas simultaneamente aos imunizantes contra o coronavírus.

“Quem já tomou a vacina contra a Covid-19 deve obedecer a um intervalo de, no mínimo, 15 dias para receber a dose da Influenza e vice-versa”, orienta.

Quem já tomou a primeira dose da CoronaVac deve esperar pela segunda dose e só após 15 dias receber o imunizante contra a gripe, pois o intervalo neste caso é menor.

Em relação às pessoas que receberam a vacina AztraZeneca, em que o intervalo de uma dose para outra é de 90 dias, é recomendável tomar a vacina contra o vírus Influenza após 15 dias.

ALERGIA

Oziane ainda orienta que, tanto o imunizante contra a gripe quanto o que combate a Covid-19 não podem ser aplicados em pessoas gripadas, com febre ou que tenham alergia a ovos.

CORONAVÍRUS

No campus 1 da Uniron também está sendo aplicada a segunda dose da vacina AstraZeneca contra a Covid-19, para idosos e profissionais da saúde que receberam a primeira dose do imunizante no início de fevereiro.

Dona Maria Antônia Duarte, 80 anos, moradora do bairro Cuniã, na zona Leste, foi uma das imunizadas. “Tomo os meus cuidados, mas é muito importante receber a vacina, porque foi providenciada por Deus. Eu aconselho as pessoas a serem vacinadas. Faz bem”, disse ela.

Como o atendimento já estava agendado, conforme anotações feitas no cartão de vacina, não foi necessário distribuir senhas.

A Prefeitura conta com uma equipe de apoio, inclusive militares para ajudar na organização desde o momento em que as pessoas chegam ao local para serem vacinadas.

PRIMEIRA DOSE

Nesta quinta-feira (29), haverá aplicação da primeira dose da vacina AstraZeneca para 2.500 idosos que fizeram agendamento no site da Prefeitura. Para sexta-feira (30), foi disponibilizada a mesma quantidade do imunizante.

“Pedimos a todos que obedeçam ao horário de agendamento para evitar tumultos”, alertou Oziane.O descarte do material utilizado é feito seguindo os protocolos de destinação

O descarte do material utilizado é feito seguindo os protocolos de destinação

DESCARTE

O descarte dos materiais utilizados na vacinação, como seringas, agulhas, algodão e embalagens é feito seguindo os protocolos de destinação, segundo Oziane Alves.

As agulhas e seringas são depositadas em caixas amarelas e lacradas. Embalagens, luvas e algodão são descartados em sacos plásticos branco e vedados.

Todo material é recolhido por uma empresa terceirizada e especializada em tratamento de lixo hospitalar, contratada pela Prefeitura.

Fonte - 010 - SMC - Superintendência Municipal de Comunica

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.