News Rondonia - Noticias de Rondonia, Brasil e o Mundo
Sexta-Feira, 07 de Maio de 2021

10 anos

Justiça decreta prisão preventiva de marido que degolou a mulher no DF

Feminicídio teria sido motivado por ciúmes. Segundo familiares, o relacionamento dos dois era conturbado
Terça-Feira, 27 de Abril de 2021 - 11:35

A prisão em flagrante de Adenor Pacheco de Oliveira, homem que confessou ter degolado a mulher, Karla Roberta Fernandes, foi convertida em preventiva pela Justiça do Distrito Federal. O crime, que teria sido motivado por ciúmes, aconteceu nesse domingo (25/4).

A audiência de custódia foi realizada na realizada na tarde desta segunda-feira (26/4). O magistrado observou que a situação de flagrância do autuado torna “certa a materialidade delitiva” e demonstra indícios de autoria. O juiz pontuou ainda que os fatos apresentam gravidade, uma vez que se tratou de um feminicídio.

“O contexto anterior demonstra que tudo teria sido motivado por uma briga banal de casal, indicativa de contexto de violência doméstica. Assim, ainda que o autuado possua condições pessoais favoráveis, tenho que estas sucumbem diante da gravidade do fato, indicativa de periculosidade do autor”, afirmou o magistrado.

Segundo o juiz, “a prisão provisória encontra amparo na necessidade de se acautelar a ordem pública”. O inquérito policial será encaminhado para a 1ª Vara Criminal e Tribunal do Júri de Santa Maria, onde o processo irá tramitar.

O crime

Por volta das 7h desse domingo, o corpo de uma mulher foi encontrado em um terreno baldio de Santa Maria. O cadáver, achado por um catador de latinhas, pertencia a Karla Roberta Fernandes.

O caso é investigado pela 33ª Delegacia de Polícia (Santa Maria), onde, em depoimento, o marido da mulher, Adenor Pacheco de Oliveira (com Karla na foto em destaque), confessou ter praticado o crime motivado por ciúmes.

Na confissão, ele afirmou ter olhado uma mensagem no celular da vítima e se sentido traído. Depois de desmaiar a companheira, sufocando-a, ele a colocou no carro e a levou para o mato. Lá, passou uma faca no pescoço de Karla e deixou o cadáver no local.

O relacionamento entre eles foi descrito por familiares como conturbado. Karla, de 38 anos, já teria buscado ajuda várias vezes, dizendo que o companheiro era agressivo.

De acordo com o depoimento da irmã da vítima à polícia, ele já havia quebrado os dentes da mulher anteriormente ao usar um copo como arma. Na ocasião, ela teve que passar por uma intervenção odontológica.

Karla chegou a desconfiar, inclusive, que Adenor estaria maltratando sua filha. Os três filhos de Karla são fruto de seu casamento anterior.

Fonte - 010 - metropoles

Comentarios

News Polícia

Editoria de Cultura

Editoria Geral

Siga-nos:

POLITICA DE PRIVACIDADE

Todos os direitos reservados. © News Rondonia - 2021.